Seu browser não suporta JavaScript!

01/03/2005 | Jornal O Globo

A festa dos 440 anos do Rio

Repetindo um gesto feito pelo Papa João Paulo II há 25 anos, o cardeal-arcebispo do Rio, dom Eusébio Scheid, abençoou a cidade ontem aos pés do Cristo Redentor. Dom Eusébio pediu paz e também orações pelo restabelecimento da saúde do Papa. Para a comemoração dos 440 anos da cidade e dos 120 anos da Estrada de Ferro do Corcovado, o monumento ganhou uma iluminação especial e ficou com uma coloração azul.

A pesada nuvem que encobriu o Cristo não atrapalhou a festa. Assim que a nuvem se dissipou, a mudança foi vista de vários pontos da cidade.

A festa, com direito a bolo e champanhe, contou com a presença da governadora Rosinha Garotinho e do vice-prefeito, Otavio Leite. A cerimônia começou com a apresentação dos músicos do projeto “Villa-Lobinhos”, que tocaram o Hino Nacional e “Cidade Maravilhosa”, também com interpretação na linguagem dos sinais apresentada por um grupo de crianças do Instituto Nacional de Educação de Surdos Mudos.

A coloração azul foi planejada especialmente para a noite de aniversário do Rio e não será repetida, segundo o diretor da empresa Trem do Corcovado, Sávio Neves. Foi um trabalho da artista plástica francesa Agnès Winter. Segundo ela, o tom azul era em favor da paz no mundo.

O “Parabéns pra você” foi em ritmo de samba na festa dos 440 anos do Rio, de manhã, na Rua da Carioca. Após receber a faixa de “mais carioca do Rio” da Sociedade de Amigos da Rua da Carioca e Adjacências, a cantora Beth Carvalho partiu o bolo de 4,40 metros. Segundo a Guarda Municipal, 1500 pessoas participaram. Os 440 anos também foram marcados pela inauguração da iluminação artística e revitalização da Rua da Candelária e do espaço público da Associação Comercial do Rio, a Casa do Empresário.