Seu browser não suporta JavaScript!

22/07/2014 | Site PSDB

Aécio Neves declara apoio à Lei Brasileira de Inclusão

O candidato à Presidência da República pela Coligação Muda Brasil, Aécio Neves, participou de encontro, nesta terça-feira (22/07), com a deputada federal Mara Gabrilli (PSDB-SP) e representantes de diversas entidades da sociedade civil que atuam em prol da pessoa com deficiência. Durante o encontro, Aécio declarou apoio ao projeto que cria a Lei Brasileira de Inclusão (LBI) e pediu à deputada que apresente pontos da proposta que podem ser acrescentados ao seu programa de governo.

“Tenho certeza de que, se vencermos as eleições, vamos dar um extraordinário salto na busca da inserção na sociedade, na superação de qualquer tipo de discriminação, na garantia da acessibilidade”, afirmou Aécio.

O encontro ocorreu no comitê de campanha em São Paulo. A representantes de entidades como AACD, Derdic (apoio ao deficiente auditivo) e AMA (Associação Amigos do Autista), Aécio afirmou que a luta das pessoas com deficiência o inspira para realizar uma campanha com coragem e responsabilidade. “Vou fazer um pacto pela inclusão com atitudes claras e ousadas tratando das várias nuances que um tema delicado como este pede”, declarou o candidato.

A LBI prevê uma série de novos direitos para os portadores de deficiências. “Ele é um projeto de lei escrito de forma precisa, porque é exequível. Temos questões que vão fazer mudanças na vida do brasileiro. Por exemplo, apresentamos mudanças para o Estatuto das Cidades, que vai mudar toda a lei de calçadas desse país”.

Além da mobilidade, o projeto também trata de questões como direito à educação, direitos civis e combate ao preconceito, entre outras áreas.

O projeto ficou seis meses disponível à consulta pública e, agora, o relatório da deputada Mara Gabrilli está pronta para ser votado em plenário. A deputada negocia acordo para garantir que texto aprovado pela Câmara não seja alterado.