Seu browser não suporta JavaScript!

31/08/2013 | Aécio Neves 45

Aécio recebe apoio de artistas, ex-atletas e admiradores no Rio

O candidato à Presidência da República pela Coligação Muda Brasil, Aécio Neves, recebeu neste domingo (31/08) manifestações de apoio de ex-atletas, artistas e personalidades que querem mudanças e acreditam nas suas propostas. Vários deles participaram do jogo “Futebol entre Amigos”, no qual Aécio marcou dois gols. A partida acabou em 6 a 5 para o time do candidato.

Participaram do evento os ex-jogadores de futebol Zico, Cláudio Adão, Dadá Maravilha, Bebeto, Piazza, Nelinho e Beto Bom de Bola, o ex-atleta Robson Caetano, o ex-jogador de vôlei Giovane, os atores Mauro Mendonça, Marcelo Madureira, Stepan Nercessian, Eri Johnson, Márcio Garcia e Rosamaria Murtinho, os escritores Affonso Romano de Sant'Anna e Marina Colasanti, o cantor e compositor Raimundo Fagner e o médico Paulo Niemeyer Filho. Também estava presente a neta do Cartola Irineia dos Santos, da Velha Guarda da Portela.

Marcelo Madureira elogiou as habilidades de Aécio. “Esse evento representa bem o espírito do Aécio, a alma dele, que além de competente, de ser o político de que o Brasil precisa, também é descontração e amizade. Vamos transformar o Brasil em um país onde todos sejam amigos, onde não haja divergências, de elites brancas contra não sei o quê”, disse. 

Em seguida, Madureira acrescentou: “Não, o país do Aécio Neves é o país da fraternidade. É o que vivenciamos aqui hoje. A trajetória política do Aécio é a maior credencial que ele tem. Depois o desempenho que teve em Minas Gerais e a capacidade de criar equipe, dar autonomia a ela, o que só um democrata sabe fazer”.

Raimundo Fagner acrescentou que conhece “muito bem” o candidato da Coligação Muda Brasil e confia nas suas propostas. “Ele vai poder mostrar as suas propostas [durante a campanha]. Eu conheço muito bem o Aécio. Ele tem um passado de gestão, que o credencia, como governador, como deputado e senador. O eleitor também poderá conhecê-lo”, disse.

Confiança

“Aécio é um cara jovem, que governou um dos Estados mais importantes do país e teve uma aceitação maravilhosa. Não é fácil governar um Estado e ainda mais um país. Eu confio no trabalho dele”, disse Zico.

Para Mauro Mendonça, o presidente da República tem de ter capacidade de administrar, algo que Aécio tem. “Sou eleitor do PSDB, sou PSDB de coração. Esse negócio de arrumar a casa, ser dona de casa e arrumar a casa é muito bom. Agora, arrumar o país que uma já desarrumou é outra coisa. Ele já demonstrou em Minas a capacidade de administrar”, destacou.

O médico Paulo Niemeyer afirmou que Aécio é o candidato que transmite a segurança que o cidadão espera de um governante. “Nós estamos aqui para dar todo o apoio que for preciso. Ele é de longe o melhor candidato e é o que dá mais segurança de que vai conseguir realizar um bom governo. Já demonstrou em Minas. É um homem que trabalha em equipe, não é um personalista. Isso tudo dá segurança de que vamos ter um bom futuro”, afirmou.

Incentivos ao esporte

Para Claudio Adão, Aécio colaborará para o estímulo ao esporte no país. “Ele é uma pessoa muito importante, um ex-governador de Minas Gerais que dá uma força para o esporte; um presidente jovem, com uma cabeça incrível. Isso é maravilhoso para o esporte e para o país. Ele é novo, inteligente, um cara capaz, que tem como avô uma pessoa de nível elevado. Então ele vem dessa mesma raiz. Estou com ele”, afirmou.

Dadá Maravilha disse que o jogo “Futebol entre Amigos” demonstrou que é possível firmar parcerias, inclusive entre um atleticano, como ele, e um cruzeirense, como o candidato. “Hoje é um dia de união, em que todo mundo fica feliz porque temos as mesmas causas. A única diferença entre Dadá Maravilha e Aécio é que ele é cruzeirense e eu sou atleticano. Dadá Maravilha no campo é o melhor; e o Aécio na política é o melhor”, ressaltou.

Segundo Robson Caetano, pessoas como Aécio são fundamentais para o incentivo às práticas esportivas no país. “O esporte tem de ser uma ferramenta para também ajudar o Brasil na educação, na saúde, na qualidade de vida. Vivemos em um mundo que, se colocarmos na balança, veremos que está obeso. Precisamos pensar nisso. Essa iniciativa tem a intenção clara de mostrar que é possível ter uma vida de qualidade aos 50, 60 anos e jogar futebol com o futuro presidente do Brasil, quem sabe. Temos a certeza de que ele tem um compromisso com o esporte brasileiro”, disse.