Seu browser não suporta JavaScript!

23/03/2006 | O Estado de São Paulo

Alckmin diz confiar em vitória já no 1º turno

Para o tucano isso seria possível, apesar de Lula estar à frente nas pesquisas, no caso de a verticalização resultar em um número reduzido de candidatos na disputa

RIO - O governador Geraldo Alckmin, candidato do PSDB à presidência da República, disse nesta quinta, 23, estar confiante em uma vitória contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ainda no primeiro turno da eleição de outubro. Para o tucano isso seria possível, apesar de Lula estar à frente nas pesquisas, no caso de a verticalização resultar em um número reduzido de candidatos na disputa.

´O fato de a verticalização ter sido mantida para as eleições deste ano pelo Supremo Tribunal Federal pode reduzir o número de candidatos. Depende de avaliação de cada partido. Se isso acontecer, teremos uma eleição mais plebiscitária e vamos ganhar no primeiro turno´, declarou Alckmin, no Rio, ao desembarcar no aeroporto Santos Dumont. ´Confio na mudança. Acho que a população brasileira tem o sentimento de que o Brasil pode avançar mais.´

Alckmin foi recebido por Maria Estela Kubitschek, filha do presidente Juscelino Kubitschek, e pelo vice-prefeito do Rio, Otavio Leite (PSDB), na companhia de quem assistiria ao penúltimo capítulo da minissérie JK, exibida pela Rede Globo.

Nesta sexta, 24, ele se encontra com o prefeito César Maia, nome que o PFL lançou como pré-candidato à presidência, mas que Alckmin gostaria de ver na disputa pelo governo do Estado do Rio como aliado do PSDB. ´No que depender de nós, vamos estar unidos já no primeiro turno para servir ao Brasil´, disse o governador.

Economia

A política econômica do presidente Lula voltou a ser criticada pelo governador, que exaltou a própria gestão. Na visão de Alckmin, os dois principais entraves ao crescimento da economia brasileira são a carga tributária e os juros altos. ´Fico abismado quando vejo o presidente dizer que não tem pressa. É o contrário, o nosso tempo é o tempo da mudança, da velocidade da mudança, tem muita pressa pra diminuir a pobreza. Isso se consegue através de crescimento econômico, investimento, emprego, salário digno, inclusão social, educação. Esse é o bom caminho.´