Seu browser não suporta JavaScript!

09/12/2013 | Portal do PSDB na Câmara

'Atlético-PR X Vasco: Simplesmente inaceitável! Todos exigimos punição rigorosa!'

Deputados cobram punição a torcedores que brigaram em estádio de SC

Deputados do PSDB lamentaram o confronto entre torcidas organizadas de Atlético-PR e Vasco, em Joinville, e cobraram punição aos envolvidos na barbárie. A violenta briga ocorrida no domingo, na última rodada do Campeonato Brasileiro, ganhou repercussão internacional. É o caso da edição desta seguinda-feira (9) do jornal espanhol “Marca”, que destaca o que chamou de “batalha campal”. (veja imagem)

“Não tenho palavras para expressar minha indignação com o que aconteceu ontem em Joinville. E, pelo que tenho lido nas redes sociais, sou um entre milhares. É inaceitável que no ‘país do futebol’, às vésperas de uma Copa e no fim de semana seguinte ao sorteio dos grupos, o mundo tenha que assistir a cenas como essas”, destacou o deputado Ruy Carneiro (PB). O tucano chamou de “vândalos” os envolvidos no confronto e cobrou punição a eles. “A justiça brasileira precisa agir para proteger o bom torcedor e tirar o vândalo do estádio”, exigiu Ruy.

Para o deputado Otavio Leite (RJ), presidente da Comissão de Segurança Pública da Câmara, o que ocorreu no jogo foi uma “verdadeira tentativa recíproca de homicídio”. “Simplesmente inaceitável! Todos exigimos punição rigorosa!“, escreveu em seu perfil no Facebook. Quatro torcedores ficaram feridos após o confronto na Arena Joinville.

Na opinião de Antonio Imbassahy (BA), as cenas de violência exibidas pela mídia em todo o mundo envergonham e preocupam. O tucano alerta para a repercussão negativa do episódio meses antes do início da principal competição internacional de futebol, em junho. “O jornal inglês Mirror chega a mencionar se o ocorrido vai levantar dúvidas sobre a segurança para a Copa do Mundo. Com a palavra a CBF e o Ministério dos Esportes. Chocante!”, destacou o tucano na rede social.

Três torcedores do Vasco envolvidos na pancadaria foram detidos no município catarinense. Um deles agrediu um torcedor rival desacordado com um barra de ferro.