Seu browser não suporta JavaScript!

17/09/2013 | Agência Câmara

Audiência discute como aferir a transparência de órgãos públicos

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle discute nesta tarde o nível de transparência dos órgãos governamentais, a qualidade dos gastos públicos e dos serviços prestados.

Para discutir o assunto, a comissão convidou Claudia Cappelli, representante da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UniRio). Ela vai explicar o modelo de referência e avaliação em transparência organizacional que está sendo desenvolvido pela universidade.

A partir desse modelo será possível aferir o quão transparente é um determinado órgão ou organização e propor ações para melhorar a adoção e a visibilidade de práticas relacionadas à transparência.

Os deputados do PSDB que pediram a audiência, Vanderlei Macris (SP) e Otavio Leite (RJ), acreditam que, analisar as estratégias de alocação de verbas públicas, a qualidade dos gastos governamentais e, principalmente, a transparência de todo o processo, é indispensável para discutir adequadamente os mecanismos para o aprimoramento da governança.

Os parlamentares defendem ainda a criação de um selo de transparência a qual, segundo eles, está embasada em outras iniciativas bem sucedidas no cenário nacional, como o Programa Melhoria do Processo de Software Brasileiro, que vem atribuindo níveis de maturidade para as organizações produtoras de software.

A audiência será realizada no Plenário 10, às 14h30.