Seu browser não suporta JavaScript!

24/02/2011 | Jornal Lance! Net

Autoridade Pública Olímpica vai ao Senado

Por Érika Romão

Após nove meses em tramitação (entre edição e reedição de Medidas Provisórias), a Autoridade Pública Olímpica (APO) passou na Câmara dos Deputados ontem. Boa parte de seu conteúdo, porém, havia sido reformulado pelo vice-presidente da República, Michel Temer, na semana passada. Em vez dos 484 cargos pedidos pelo governo, serão 181.

A oposição ainda buscava a redução desse montante, tanto que passou cerca de quatro horas obstruindo a votação. Mas, graças a um entendimento, resolveu aprovar a nova quantidade de postos para anular a emenda apresentada pelo deputado Geraldo Magela (PT-DF), que facilitava processos licitatórios.

– Se nós observarmos o contexto de que somos cem contra 513, esse resultado é uma vitória da oposição. Conquistamos mais transparência e suprimimos a emenda Magela, que iria criar fatores licitatórios preocupantes – considerou o deputado Otavio Leite (PSDB-RJ).

Em seu novo formato, a APO atende as reivindicações do prefeito do Rio, Eduardo Paes, porque terá maior participação dos três níveis de governo em conjunto.

Além disso, a empresa Brasil 2016 continuará prevista no texto, mas não ficará mais responsável pela execução das obras. Fará outros tipos de serviços, que ainda não foram especificados.