Seu browser não suporta JavaScript!

28/06/2007 | Jornal Lance

Câmara aprova MP da Timemania

Oposição festeja a isonomia fiscal

Em meio às concessões dadas pelo governo aos clubes, a bancada de oposição na Câmara festejou a permanência no texto final da MP da emenda que concede isonomia fiscal aos clubes que se tornarem empresa. Na proposta, os times que optarem pelo modelo profissional de gestão irão arcar com a mesma carga tributária que os clubes amadores por cinco anos (redução no pagamento do PIS/PASEP, por exemplo).

Esses benefícios haviam sido incluídos no texto da Timemania sancionado no ano passado, mas o governo os considerava ´perdidos´ no projeto, já que a extensão do prazo para os clubes-empresa não foi aprovada pelo Congresso. Na redação original, os benefícios eram extendidos a todos os clubes, não só os que são empresas. Com a emenda, a MP os restringe aos que adotarem o modelo profissional.

-Certamente foi uma semente plantada para que se inicie uma revolução na gestão dos clubes brasileiros. Agora, trataremos de discutir a questão no Estatuto do Esporte - afirmou Otavio Leite (PSDB-RJ).

(...)