Seu browser não suporta JavaScript!

23/02/2011 | Jornal O Globo

Câmara aprova medida provisória que cria bolsa atleta e MP irá agora à sanção presidencial

Por Isabel Braga

BRASÍLIA. Depois de uma ação forte de obstrução por parte dos partidos de oposição, a Câmara aprovou na noite desta terça-feira, medida provisória que amplia o programa Bolsa Atleta, criando duas modalidades de bolsa. A emenda incluída no texto pelo Senado, que direciona um sexto do recursos provenientes dos prêmios da loteria federal ao Ministério do Esporte para a Confederação Brasileira de Clubes (CBC), foi aprovada. A MP agora irá à sanção presidencial.

O líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP) avisou que parte da emenda deverá ser vetada pela presidente Dilma Rousseff para garantir que não só a CBC, mas todos os clubes possam ser beneficiados pelos recursos.

_ A MP garante a bolsa atleta e recursos para atletas olímpicos e paraolímpicos. Só em relação a um parágrafo, incluído no Senado, não temos compromisso com a sanção, mas o conjunto da MP é muito importante para o esporte. Não adianta fazer confusão. Na sanção haverá correção, pois não pudemos corrigir aqui na Câmara. O dinheiro não pode ir apenas para 8 clubes _ disse Vaccarezza.

Segundo Vaccarezza, o importante é que todos os clubes e não apenas os associados à CBC recebam os recursos que serão destinado à formação dos atletas. A emenda foi incluída à MP no Senado pelo senador Àlvaro Dias (PR) e defendida por deputados tucanos e do DEM no plenário da Câmara.

_ O dinheiro é destinado à formação dos atletas olímpicos e paraolímpicos. O deputado Otavio Leite (PSDB-RJ) tem um estudo que mostra que 77% dos atletas brasileiros são formados nos clubes _ disse o deputado Vanderley Macris (PSDB-SP).

A MP cria duas modalidades de bolsa atleta, uma para as categorias de base e outra para os atletas que estejam entre os 20 melhores de suas modalidades nos rankings mundiais. O dinheiro destinado aos clubes terá que ser usado para a formação de atletas. Segundo o texto, 4,5% dos prêmios da loteria federal é destinado ao Ministério do Esporte. A oposição começou ontem o processo de obstrução da pauta, utilizando mecanismos de protelação das decisões, e manterá o processo durante o debate e votação da medida provisória que cria a Autoridade Pública Olímpica (APO).