Seu browser não suporta JavaScript!

24/07/2012 | Jornal O Globo on line

Candidatos criticam Paes em debate sobre reciclagem

RIO — O primeiro debate entre os candidatos à Prefeitura do Rio de Janeiro desde o início do processo eleitoral é marcado pela falta do prefeito Eduardo Paes (PMDB), candidato à reeleição, e pela inconsistência das propostas para o tratamento de resíduos sólidos no Rio. Na manhã desta terça-feira, os adversários aproveitaram a ausência de Paes ao encontro realizado pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alta Resistência (Abralatas) para atacar sua gestão e a forma que vem conduzindo a campanha. Aspásia Camargo (PV), Marcelo Freixo (PSOL), Otavio Leite (PSDB) e Rodrigo Maia (DEM), além dos nanicos Cyro Garcia (PSTU) e Fernando Siqueira (PPL) foram unânimes em classificá-lo como o “candidato dos empresários”.

— Quem diz que governa para todo mundo está mentindo. Os interesses dos trabalhadores não são os mesmos que os da Delta e os da Locanty — criticou Freixo sendo muito aplaudido por catadores que participavam do ciclo de debates.

Segundo sua assessoria, o peemedebista se prepara para viajar a Londres, onde acompanhará a abertura dos Jogos Olímpicos, e cancelou suas agendas de campanha até a volta ao Rio. O prefeito embarca para Londres nsta quarta-feira e deve ficar na capital inglesa até domingo.

O filho do ex-prefeito César Maia (DEM), Rodrigo Maia, assumiu as falas do pai e começou a chamar Paes de “candidato riquinho”, assim como feito em outras eleições por seu pai. Acompanhado de sua vice, Clarissa Garotinho (PR), Rodrigo minimizou mais uma vez o índice de rejeição apontado pela última pesquisa Datafolha, na sexta-feira passada:

— O candidato riquinho não gosta de debater. Vamos levá-lo para as ruas. Não temos medo de esconder ninguém na nossa campanha, mas ele tem medo de aparecer — provocou.

Sobre o tratamento de resíduos sólidos, tema do Ciclo de Debates Abralatas 2012, os candidatos foram burocráticos e pouco apresentaram de concreto para o tema. Aspásia Camargo disse que é fundamental reduzir o lixo gerado pela população, pois muitos materiais não são passíveis de reaproveitamento. Leite afirmou que é preciso ensinar a população sobre reciclagem. Maia criticou o modelo de gestão da Columrb e Freixo afirmou que seria melhor aplicar os recursos de publicidade do município em campanhas de educação ambiental. Cyro Garcia e Fernando Siqueira defenderam a tese de criação de uma empresa municipal de coleta de resíduos sólidos.

Foto: Candidatos na mesa de discussão do Ciclo de Debates Abralatas 2012

Crédito da foto: Cezar Loureiro