Seu browser não suporta JavaScript!

08/07/2011 | Jornal O Estado de São Paulo

Cartola admite que lucro do Mundial irá para a CBF

Por Bruno Lousada

Em encontro com nove parlamentares da Comissão de Turismo e Desporto da Câmara dos Deputados, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e do Comitê Organizador Local (COL) da Copa de 2014, Ricardo Teixeira, disse ontem que os lucros do Mundial vão ser destinados para CBF, mas não informou como vai utilizar o dinheiro.

Esse é o relato do deputado federal Otavio Leite (PSDB), que participou da reunião realizada na sede do COL, na Barra da Tijuca, a fim de esclarecer algumas questões e obter detalhes da organização do evento esportivo. Ele defende que tais lucros sejam aplicados nos "clubes formadores de atletas."

"Vamos estudar um projeto de lei que possa assegurar isso", avisou, citando que, no ano passado, o comitê organizador da Copa da África chegou a faturar mais de R$ 100 milhões com a competição.

"A Fifa estabelece um orçamento de R$ 857 milhões para o comitê local. Tudo que não for gasto deste orçamento ficará no COL, que vai repassar o dinheiro para a CBF. Esses recursos deveriam ir para as divisões de base do futebol brasileiro", afirmou.

A Comissão de Turismo e Desporto decidiu vir ao Rio por causa da demora de Ricardo Teixeira em atender às solicitações dos deputados, que cobraram ontem explicações do dirigente sobre as denúncias de lobby da Fifa para que as cidades-sede contratem empresas parceiras da entidade internacional.

"Ricardo Teixeira firmou um compromisso de que não haverá sobrepreço caso não sejam contratados os serviços indicados pela Fifa", disse o presidente da comissão, o deputado Jonas Donizette (PSB-SP).