Seu browser não suporta JavaScript!

12/05/2015 | Jornal Lance!

CBF trabalha para brecar MP do Profut na Justiça

A CBF tem trabalhado nos bastidores para se proteger judicialmente das imposições em sua gestão que estão inseridas na MP do Profut. Caso o artigo 5 seja aprovado na íntegra, a entidade entrará com uma ação judicial alegando que o projeto de lei é inconstitucional por conta da intervenção do governo em sua atuação, que é privada. “Somos favoráveis a várias contrapartidas para melhorar a gestão dos clubes, mas desde que não interfira no futebol brasileiro”, afirma Walter Feldman, secretário-geral da CBF.

Temor em Brasília

A iniciativa da CBF já preocupa a Comissão de análise da MP do Profut. Na última sexta, 08, o próprio relator da medida, o deputado federal Otavio Leite, afirmou à coluna do temor de que todo o trabalho que tem sido feito sobre o projeto de lei parasse na justiça. Segundo Leite, a iniciativa viria por parte de clubes ou da CBF, que poderão ficar insatisfeitos com o conteúdo final da MP do Profut.