Seu browser não suporta JavaScript!

10/09/2009 | Agência Câmara

Ciência e Tecnologia discute políticas públicas para lan houses

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática realiza hoje audiência pública para discutir o funcionamento de lan houses (estabelecimentos que comercializam acesso à internet). A maior parte delas opera em áreas carentes e desenvolve suas atividades na informalidade.

O debate foi proposto pelos deputados Eduardo Gomes (PSDB-TO) e Otavio Leite (PSDB-RJ). Eles querem discutir medidas para tornar as lan houses centros de cultura digital, com ambiente profissionalizado e apoio de instituições públicas.

Os parlamentares afirmam que o País já conta com mais de 90 mil lan houses, cujo funcionamento, mesmo de forma desordenada, tem contribuído para o processo de inclusão digital.

Foram convidados para o debate:

- o presidente da Associação Brasileira dos Centros de Inclusão Digital, Mário Brandão;

- o orientador da lan house Conjunto Antares (na zona oeste do Rio de Janeiro) Anderson Luis Balbino de Sousa;

- o diretor administrativo da Associação Brasileira dos Centros de Inclusão Digital, Rafael Maurício da Costa;

- os diretores empresa da RadiumSystems Rodrigo Lara Mesquita e Oswaldo Gouvêa de Oliveira;

- o professor da Escola de Direito da Fundação Getúllio Vargas (FGV) Ronaldo Lemos.

- o especialista em suporte a lan houses Roberto Vaccariello Oliveira.