Seu browser não suporta JavaScript!

28/10/2014 | Jornal Lance! Net

Clubes ‘fogem’ de reunião em Brasília

Por Francisco Loureiro

Para os clubes brasileiros, a discussão com o Bom Senso e o Governo acerca da Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte terminou e a questão está nas mãos do Congresso, que deve votar a lei até o fim deste ano. Por esse motivo, nenhum dirigente vai a Brasília nesta quarta (29), quando o Ministério do Esporte recebe o Bom Senso. A ideia inicial da reunião era discutir mais uma vez os poucos pontos de discordância entres as partes. O principal é o teto de gastos com o futebol em relação a receita total do clube.

O relator Otavio Leite (PSDB-RJ) já tem em mãos a proposta final dos clubes mas ainda quer “afinar” os interesses das partes: “O consenso permite uma votação mais veloz”, diz ele. Para o parlamentar, outro problema é a falta de um posicionamento do Governo Federal. “Já passou a hora de o Planalto se manifestar”, completa o deputado.

É ponto pacífico entre Leite e a cartolagem, que o teto de gastos com futebol não será incluído na LRFE. O parlamentar disse que foi convencido pelos dirigentes de que clubes dedicados exclusivamente ao futebol seriam prejudicados pela medida. Diferentemente do que pensa o Bom Senso, a ideia dos cartolas que foi bem recebida por Leite é usar o déficit zero como instrumento de responsabilidade financeira dos clubes e das federações esportivas.