Seu browser não suporta JavaScript!

03/04/2018 | Jornal O Globo Online - Plantão

Clubes marcam ida à Câmara para evitar que Prefeitura acabe com campo do Everest

Clubes marcam ida à Câmara para evitar que Crivella acabe com campo

Por Igor Siqueira (Coluna Panorama Esportivo)

Diante da promessa do prefeito Marcelo Crivella de usar o terreno que atualmente é o campo do clube Everest, em Inhaúma, dirigentes de clubes de menor investimento do Rio de Janeiro participaram de uma reunião na Ferj nesta segunda-feira na qual se articularam para irem à Câmara de Vereadores do município, no dia 12 de abril, em busca do apoio necessário para que a Prefeitura não avance na ideia.

Os que defendem a manutenção do campo batem na tecla, como já publicou a coluna do Ancelmo, da existência de uma lei que veta qualquer construção no terreno. Crivella quer fazer unidades do programa "Minha Casa, Minha Vida" para atender à população atingida por alagamentos do rio Faria-Timbó.

Os dirigentes contam com o apoio do deputado federal Otavio Leite (PSDB-RJ), autor do projeto, em vigor desde 2002, que torna áreas non aedificandi cerca de 35 campos de futebol da cidade, entre eles o do Everest. Entre os representantes na Câmara, o vereador Felipe Michel, do mesmo partido de Otavio Leite, é o principal articulador. Ele também esteve na Ferj nesta segunda.

- É um campo tombado, é patrimônio do futebol do Rio. Queremos a solução habitacional, mas há outras maneiras, que estão abandonadas e com as quais a Prefeitura teria menos inconveniente - pontuou Otavio Leite.

Na ida à Câmara de Vereadores, os dirigentes tentam garantir uma base que impeça qualquer articulação de Crivella na Casa para derrubar a lei.

- Hoje é o Everest, amanhã pode ser outro - alertou Elias Duba, presidente do Madureira, um dos que estiveram na reunião.