Seu browser não suporta JavaScript!

17/10/2013 | Jornal O Globo on line

Com Marina, Aécio compara união à aliança que elegeu Tancredo

SÃO PAULO - No primeiro encontro público com Marina Silva - no qual a candidata derrotada surpreendeu ao aparecer sem o tradicional coque -, ocorrido na manhã desta sexta-feira, em São Paulo, o candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, afirmou viver o momento mais importante da campanha, e comparou a união com a ex-ministra à aliança que elegeu seu avô Tancredo Neves no colégio eleitoral, em 1985.

— Hoje nós temos um desafio que não é menor do que aquele (de Tancredo Neves), que é encerrar o ciclo deste governo que aí está, que perde condições de governar o Brasil, a meu ver, pelo fracasso da economia e descompromisso com a ética — declarou o tucano. — Deixo de ser um candidato de uma coligação e passo a ser o candidato de um movimento de mudança.

A declaração do tucano agradou à nova aliada:

— Ouço com alegria a sua manifestação de que trabalha por um movimento, o movimento de mudança.

O evento contou com participações de tucanos, como o candidato a vice-presidente Aloysio Nunes e o ex-governador de São Paulo Alberto Goldman, e aliados de Aécio, como o deputado federal reeleito Paulinho da Força (SD). Também estiveram presentes políticos do PSB, como Beto Albuquerque, candidato a vice nessas eleições, e Paulo Câmara, governador eleito de Pernambuco, além de pessoas próximas a Marina e a seu grupo político Rede Sustentabilidade como Guilherme Leal, candidato a vice-presidente em 2010, e Miro Teixeira.

O encontro foi filmado e deve ser aproveitado no programa eleitoral do candidato tucano.

Terceira colocada no primeiro turno, Marina anunciou apoio a Aécio no último domingo, depois que o tucano se comprometeu a assumir propostas defendidas por ela, como o fim da reeleição, a reforma agrária e questões ambientais.