Seu browser não suporta JavaScript!

19/07/2011 | Jornal O Globo (Niterói)

Começam articulações para as eleições 2012

Por Dandara Tinoco e Thaís Sousa

A pouco mais de dois meses do término do prazo para a filiação partidária, a corrida eleitoral para a Prefeitura de Niterói, no próximo ano, poderá ter surpresas. Elemento decisivo para a disputa, o prefeito Jorge Roberto Silveira (PDT) continua em silêncio sobre uma possível tentativa de reeleição. Enquanto isso, cresce a lista de prováveis candidatos, na qual já apareceu até o nome do velejador Lars Grael. Haveria uma articulação do PSDB pela sua candidatura. A assessoria de Grael, no entanto, nega que ele tenha interesse em se candidatar.

- A diretriz do PSDB é que tenhamos candidatos em todos os municípios possíveis – limita-se a dizer o deputado Otavio Leite, provável candidato à Prefeitura do Rio.

No PDT, além do prefeito, os secretários estaduais Felipe Peixoto (Desenvolvimento Regional) e Sérgio Zveiter (Trabalho e Renda) são apontados com possíveis pré-candidatos.

- A princípio meu projeto é ser candidato a prefeito só em 2016 – esquiva-se Peixoto.

Já para Zveiter, a saída pode ser o PSD – partido do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab.

No PT de Niterói, um seminário sobre as eleições 2012, no último fim de semana, foi marcado por calorosas discussões. A ala que defende uma candidatura própria redigiu um documento no qual indica Rodrigo Neves, secretário estadual de Assistência Social, para a disputa, que pode contar ainda com o deputado estadual Comte Bittencourt (PPS).

No PSOL, o deputado estadual Marcelo Freixo é nome forte no Rio e em Niterói.

- Não se trata de uma escolha fácil. A decisão final caberá ao partido, num processo que só deverá ser formalizado em agosto. Ainda não mudei meu domicílio eleitoral – diz Freixo.