Seu browser não suporta JavaScript!

20/05/2013 | Agência Câmara

Comissão debate ações de segurança durante a Jornada Mundial da Juventude

Por Ricardo Viula

A segurança durante a Jornada Mundial da Juventude será tema de audiência na Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado nesta terça-feira (21), às 14 horas, no Plenário 11. A jornada é um encontro mundial promovido pela Igreja Católica a cada dois ou três anos. Desta vez, o evento vai ocorrer no Rio de Janeiro, entre os dias 23 e 28 de julho. São esperados mais de um milhão de visitantes, que vão receber o papa Francisco.

O deputado Otavio Leite (PSDB-RJ) lembra que o evento reúne o dobro do público da Copa e das Olimpíadas juntos. "A Jornada Mundial da Juventude, para se ter uma ideia, equivale em termos de volume de pessoas que vêm ao Brasil – e, especificamente, ao Rio de Janeiro – ao dobro dos dois somados: Olimpíadas e Copa do Mundo. É uma dimensão impressionante de pessoas. Peregrinos que chegam uma, duas semanas antes, mas se concentram no Rio de Janeiro", destaca o parlamentar, que solicitou a realização da audiência, juntamente com os deputados Delegado Protógenes (PCdoB-SP) e Hugo Leal (PSC-RJ).

Por se tratar de um evento de grande porte, Leite não descarta a possibilidade de um ataque terrorista. "É preciso organizar um esforço coletivo de todas as forças de segurança, inclusive das Forças Armadas, para que tudo funcione de uma maneira tranquila e sem incidentes. O problema do terrorismo é algo que preocupa o planeta como um todo. É óbvio que há toda uma ação de inteligência que se insere nesse contexto e que deve ser organizada com a discrição, atenção e competência necessárias", afirma.

O deputado ressalta ainda a contribuição da Câmara dos Deputados para o evento: "Na Lei Geral da Copa (12.663/12), nós conseguimos aprovar duas emendas estabelecendo todas as facilidades do ponto de vista de emissão de vistos e de regras trabalhistas para facilitar a organização e a estrutura da Jornada Mundial da Juventude. Isso foi uma contribuição relevante".

Convidados

Devem participar da audiência:

o coordenador de Segurança em Grandes Eventos do Departamento de Polícia Federal, delegado Felipe Tavares Seixas, representando o Ministério da Justiça;

o arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta;

o secretário-executivo do Comitê Organizador Local da Jornada Mundial da Juventude, monsenhor Joel Portella Amado;

o comandante da 1ª Divisão de Exército, general de Divisão José Alberto da Costa Abreu, representando o Comandante Militar do Leste;

o superintendente da Polícia Federal do Rio de Janeiro, delegado Roberto Mário da Cunha Cordeiro;

o superintendente de Planejamento e Normatização da Subsecretaria Especial de Grandes Eventos da Secretaria de Segurança do Rio de Janeiro, tenente-coronel da Polícia Militar Luciano Carvalho de Souza;

o assistente técnico da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, delegado Fernando Vila Pouca de Sousa, representando a Chefe de Polícia Civil do Estado;

o secretário Municipal de Segurança Pública e Trânsito de Aparecida (SP), Marcelo Monteiro Gonçalves, representando o prefeito;

um representante do Comando da Guarda Municipal do Rio de Janeiro;

e um representante da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo.