Simples Nacional - Atualização da Tabela Já!

Frente defende aumento do limite de crédito no Simples Nacional

Site Alerj
13/06/2011, Notícias

Por Paulo Ubaldino

O coordenador da Frente Parlamentar de Apoio às Micro e Pequenas Empresas e líder do Governo na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), deputado André Corrêa, defendeu a expansão do limite de crédito na tabela do Sistema Integrado de Pagamento de Impostos e Contribuições das Micro e das Empresas de Pequeno Porte (Simples), do Governo federal. A defesa foi feita, nesta segunda-feira (13/06), durante o lançamento da frente, no Plenário Barbosa Lima Sobrinho do Palácio Tiradentes. “Hoje, são enquadradas no sistema apenas empresas que faturam até R$ 2,4 milhões por ano. Queremos que esse processo suba para R$ 3,6 milhões”, pontuou o parlamentar.

Corrêa assegurou que, ao aumentar o limite, o Governo consegue fazer com que os empresários paguem menos imposto e menos INSS e gerem mais emprego. Organizada pelo Fórum Permanente de Desenvolvimento Estratégico do Estado do Rio de Janeiro, a cerimônia foi aberta pelo presidente da Alerj, deputado Paulo Melo (PMDB), que ressaltou a importância das micro e pequenas empresas para o estado. “Todos os grandes eventos que o estado irá receber nos próximos anos terão um suporte total desses empreendedores. Eles fazem toda a diferença. Seja um restaurante, uma transportadora ou até mesmo um hotel. Com a frente, lutaremos em prol de todas essas atividades que nos apoiam e nos sustentam”, afirmou Melo.

Para o presidente da Frente Parlamentar Mista das Micro e Pequenas Empresas da Câmara dos Deputados, deputado federal Pepe Vargas (PT-RS), o reajuste significa “um aperfeiçoamento da classe, já que o setor é de suma importância para a economia do País”. “As pequenas e microempresas representam, atualmente, 98% dos empreendimentos do Brasil, além de contribuírem com 20% do PIB nacional. Não há o que se discutir sobre o papel delas dentro do cenário econômico. O reajuste democratizaria melhor a renda e serviria como espelho para que novas empresas também adotassem o Simples”, explicou o parlamentar gaúcho.

Também participaram da reunião os deputados federais Otavio Leite (PSDB-RJ) e Alessandro Molon (PT-RJ); os deputados estaduais Roberto Henriques (PR) e Luiz Paulo (PSDB); a subsecretária de Comércio e Serviço da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Dulce Ângela; o presidente do Serviço de Apoio às Pequena e Microempresas (Sebrae-RJ), Jésus Mendes Costa; o presidente do Sebrae Nacional, Luiz Barreto; a presidente da Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis, Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas (Sescon-RJ), Márcia Tavares; e o presidente do Conselho Consultivo do Conselho Consultivo da Confederação Nacional dos Jovens Empresários (Conaje), Eduardo Machado.

Envie esta notícia

Fechar