Seu browser não suporta JavaScript!

01/03/2011 | Blog da Bancada do PSDB na Câmara e no Senado

Corte bilionário em programa habitacional contraria discurso de Dilma, criticam tucanos

Deputados do PSDB criticaram nesta terça-feira (1º) a contradição entre o discurso e a prática do governo federal em relação ao contingenciamento de recursos no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Desde a campanha de 2010 até a última semana, a presidente Dilma Rousseff afirmou repetidas vezes que não haveria redução de recursos no principal projeto de infraestrutura da administração federal, do qual também faz parte o programa Minha Casa, Minha Vida. Mas, ao contrário do alardeado, o governo anunciou ontem (28) um corte de 40% na dotação da ação habitacional no valor total de R$ 5 bilhões. A decisão deve comprometer a promessa feita na eleição pela presidente de construir 2 milhões de casas populares.

“É temerária essa ação do governo pós-eleição de não honrar os compromissos estabelecidos na campanha, sobretudo com a população mais simples”, criticou o deputado Luiz Fernando Machado (SP).“Estamos diante de um nítido estelionato eleitoral. Se tivesse responsabilidade, a presidente teria falado ao povo brasileiro das dificuldades que o país enfrenta e da necessidade de se reduzir os investimentos. Mas ela fez o contrário. E agora veio, com uma navalha afiada, cortar uma série de dotações orçamentárias importantes para o Brasil”, completou o deputado Otavio Leite (RJ).