Seu browser não suporta JavaScript!

18/12/2003 | Jornal O Globo

De volta para Japaratuba

Uma missa amanhã, às 11h, na cripta da Catedral do Rio, marcará a despedida dos cariocas aos restos mortais de Arthur Bispo do Rosário. A ossada estava no Cemitério do Pechincha, e será transferida para a cidade natal do artista, Japaratuba, em Sergipe. Lá, dia 4, Bispo do Rosário receberá a homenagem dos conterrâneos, com direito à presença do ministro Gil. Hoje cultuado em países como França, Holanda e Alemanha, o artista viveu muitos anos internado como louco na Colônia Juliano Moreira. O deputado Otavio Leite, sergipano como ele, é quem organiza o translado.