Seu browser não suporta JavaScript!

17/12/2011 | Jornal O Dia

Defesa pelos royalties do Rio

Comissão Especial da Câmara poderá ter uma maioria fluminense

Rio - A Comissão Especial da Câmara dos Deputados, que avaliará o projeto de redistribuição dos royalties de petróleo, terá entre os seus integrantes os deputados Edson Santos e Benedita da Silva, indicados pelo PT. Hugo Leal, do PSC, e Otavio Leite, do PSDB, também estão confirmados na comissão, composta por 25 parlamentares de estados produtores e não produtores.

“Este ano tivemos uma importante vitória, que foi a não votação do projeto que dividia dos recursos. Agora, vamos para 2012 com mais experiência sobre o tema e promover o debate realmente técnico que o assunto merece”, apontou Otavio Leite.

Para Benedita da Silva, a comissão terá um papel fundamental para discutir os royalties do pré-sal, não alterando as regras atuais e, consequentemente, evitando prejudicar os estados produtores, como Rio e Espírito Santo. Edson Santos acrescentou que, em 2012, o grupo também poderá discutir uma melhor destinação dos recursos.

Ameaça a inativos e aos Jogos de 2016

O substitutivo do senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) que promove uma transferência de R$ 20 bilhões dos estados e municípios produtores para as demais unidades federativas do País pode sair caro para o Rio. No caso específico do estado, além de pagamento de inativos, tais transferências podem comprometer os R$ 1,5 bilhão de investimentos, previstos Jogos Olímpicos de 2016.