Seu browser não suporta JavaScript!

08/10/2003 | Jornal O Globo

Denise Frossard anuncia disposição de disputar sucessão de Cesar Maia

A deputada federal e juíza aposentada Denise Frossard (PSDB) anunciou ontem que é pré-candidata às eleições para a Prefeitura do Rio no ano que vem. Ela vai disputar a indicação do partido com o deputado estadual Otavio Leite. A cúpula do PSDB fluminense, que se reuniu na noite de anteontem, decidiu que os tucanos terão candidato próprio à sucessão municipal. Com isso, está descartada a possibilidade de aliança com o PFL do prefeito Cesar Maia, candidato à reeleição.

Denise Frossard adiantou que uma das suas prioridades será a segurança, embora saiba que o assunto não é atribuição do prefeito, mas da governadora Rosinha Matheus (PMDB). Ela disse que é possível atuar contra a violência se a prefeitura investir na abertura de novas oportunidades, principalmente no campo da geração de renda.

Deputada diz que quer reunir “cabeças pensantes”

A deputada disse que, para enfrentar a criminalidade, policiamento apenas não resolve. Ela adiantou que uma de suas idéias é reunir as “cabeças pensantes” da cidade e buscar saídas para a recuperação econômica do Rio:

— Não quero dizer com isso que a violência está ligada à pobreza. Mas é exatamente na pobreza que o crime vai buscar a sua mão-de-obra.

A reunião que decidiu pela candidatura própria durou três horas. A tese derrotada (da aliança com Cesar) era defendida pelo grupo do ex-governador Marcello Alencar.

Líder da bancada do PSDB na Assembléia Legislativa, o deputado Otavio Leite disse que a decisão do partido foi acertada. Ele não teme enfrentar candidatos apoiados por máquinas administrativas:

— Seremos uma alternativa às faces cansadas que vão disputar as eleições.

Até o momento, são cotados para a disputa o do próprio Cesar; o vice-governador Luiz Paulo Conde (PMDB), com o apoio da governadora Rosinha Matheus e do secretário Anthony Garotinho; e o deputado federal Jorge Bittar (PT).

Otavio Leite disse que pretende promover um amplo debate para montar a sua plataforma.

— Será um projeto viável para os orçamentos municipais. Afinal, partido político existe para disputar o poder . Pessoalmente, para mim, é uma honra ter ao meu lado nesta democrática convivência a deputada Denise Frossard — disse Leite

Vereadora critica decisão tomada pelo partido

A decisão pela candidatura própria não agradou a todos. A vereadora Lucinha, por exemplo, teme pelo insucesso de sua campanha à reeleição.

— Quero disputar com chance de vitória. Por isso, não vou me amarrar a candidatos sem viabilidade eleitoral — disse.

Lucinha disse que respeitou a decisão, mas não a considera definitiva:

— Ainda há muita água para passar debaixo desta ponte. Vamos ver como será a mobilização dos dois e como vão se sair na pesquisa.

Embora também considere a decisão apressada, Denise Frossard disse que tem legitimidade para disputar.

— Estou sendo cobrada nas ruas.

A deputada disse que não tem medo de ser criticada pelo pouco tempo que passará na Câmara dos Deputados.

— Sou uma parlamentar produtiva. Fiz tudo o que prometi. Só faltou mesmo a reforma do Judiciário.