Seu browser não suporta JavaScript!

28/04/2004 | Jornal do Commercio

Denise Frossard desiste de candidatar-se à Prefeitura

A juíza aposentada e deputada federal Denise Frossard (PSDB) anunciou, ontem, através de nota oficial, sua desistência da candidatura à Prefeitura do Rio de Janeiro. Ela atribuiu a decisão à preferência manifestada por lideranças do partido – como o presidente regional do PSDB, Marcello Alencar – por uma aliança com o PFL, para a reeleição de Cesar Maia.

Em nota distribuída à imprensa, a deputada afirma que ingressou na disputa pela Prefeitura atendendo a pedido pessoal de Marcello Alencar, e diz que foi pega de surpresa ao saber da intenção de Alencar de apoiar a aliança com o PFL.

– Mal acomodada nos requintes das artimanhas políticas, confesso que me surpreendi com a decisão do senhor presidente regional do PSDB de vir a público, antes de vir a mim, para dizer que mudou de opinião e de rumo – afirma Frossard na nota.

A deputada contou que foi avisada por “alguns mais versados nesta arte dos aconchegos políticos” sobre a possibilidade de mudança nos planos do partido até as eleições, mas disse que aceitou o convite para concorrer à prefeitura por acreditar na diferença entre política e “politicagem”, e por ser “ardorosa servidora pública”.

– Não têm sido saudáveis as atitudes que transformam este instrumento de mudanças, a política, em ferramenta menor de composição de projetos meramente pessoais ou partidários. A política tem sido bem diferente da politicagem, quando aplicada em benefício exclusivo da sociedade - das suas angústias e expectativas – acrescenta.

Denise Frossard lembrou que deixou a carreira de juíza para seguir a carreira política, que definiu como sua “trincheira”, e aponta as eleições para a Prefeitura como oportunidade para que se cobre mais dos candidatos programas consistentes na área de segurança pública. A deputada encerra a nota lembrando Joaquim Nabuco, “político que nunca separou a ação da ética”, e conclui afirmando que é preciso coragem para ter ética.

– Eu acredito na política como um valor ético, por mais que os tempos em que vivemos exijam coragem para se ter ética – conclui.

Tucanos desmentem aliança com PFL do Rio

Líder do PSDB na Assembléia Legislativa do Rio, o deputado Luiz Paulo Corrêa da Rocha, considerou precipitada a decisão da deputada federal Denise Frossard de desistir da candidatura à Prefeitura do Rio. A deputada tucana retirou seu nome da disputa por causa de uma suposta composição do partido com o PFL, no sentido de apoiar a reeleição de Cesar Maia.

Segundo Luiz Paulo, o presidente regional do PSDB, Marcello Alencar, não participou de nenhuma reunião com o prefeito e nem tomaria tal decisão sem conversar antes com a parlamentar.

– Particularmente, sou favorável à aliança e nunca escondi isso. Mas o partido decidiu pela candidatura própria. O que foi divulgado não passa de especulação. Considero precipitada a decisão da deputada, até porque ela tinha encontro marcado com Marcello nesta quinta-feira. Além disso, o jornal não é o Diário Oficial do partido – salientou Luiz Paulo.

O deputado Otavio Leite, que desde que começaram as discussões sobre a sucessão municipal mostrou interesse em ser o candidato do partido, lamentou a decisão de Frossard e desmentiu haver qualquer articulação para formar aliança com o PFL.

– Marcello não se encontrou com Cesar Maia. Com a desistência da deputada, meu nome prossegue à disposição do partido. Sou favorável à candidatura própria – afirmou Otavio Leite.