Seu browser não suporta JavaScript!

28/04/2004 | Jornal O Globo

Denise Frossard desiste de disputar prefeitura

A deputada federal Denise Frossard (PSDB-RJ) divulgou carta ontem desistindo de sua pré-candidatura em reação à notícia publicada ontem pelo colunista Merval Pereira, no GLOBO, sobre a possível aliança entre o PSDB e o prefeito Cesar Maia, que tentará a reeleição pelo PFL.

Na carta, Frossard não esconde a mágoa com o presidente regional do PSDB, Marcello Alencar, que apoiou sua pré-candidatura e agora estaria defendendo a aliança com Cesar. Em troca do apoio a Cesar, os tucanos indicariam o vice na chapa.

Marcello ontem negou ter se reunido com Cesar no fim de semana para discutir a aliança:

— Não me reuni com o prefeito e não tomamos decisão alguma sobre a disputa. Inclusive eu tinha encontro marcado para a próxima quinta-feira com a deputada para discutir os rumos da campanha. O PSDB tem de recuperar o tempo perdido — disse Marcello.

Ele afirmou ainda que vai procurar a deputada para tentar convencê-la a rever sua decisão. Denise divulgou a carta e não quis dar entrevista.

Cesar Maia disse que há seis meses não se reúne com Marcello Alencar: ´Não nos encontramos´, disse o prefeito, por e-mail. Mas deixou em aberto a questão da aliança ao afirmar que ´o PSDB não tomou decisão ainda´.

Frossard se lançara pré-candidata com o apoio de Marcello mas enfrentou uma disputa no partido com o deputado estadual Otavio Leite, presidente municipal do PSDB, que também queria ser candidato.

O deputado mandou carta aos filiados do partido lembrando que a escolha do candidato seria tomada apenas na convenção. O principal assessor de Denise Frossard, Jackson Vasconcelos, reagiu, também por carta, atacando o deputado. O diretório estadual entrou em crise e decidiu pela destituição de Vasconcelos do cargo de primeiro vogal. E Marcello pressionou a deputada para tirá-lo da campanha.

O deputado federal tucano Ronaldo Cezar Coelho foi dos primeiros defensores da aliança com Cesar Maia. Procurado pelo GLOBO ontem, ele não foi encontrado. Está reassumindo seu mandato na Câmara, depois de ter sido secretário municipal de Saúde na gestão de Cesar.