Seu browser não suporta JavaScript!

11/06/2007 | Congresso em Foco

Deputado tucano quer disciplinar escutas telefônicas

O deputado Otavio Leite (PSDB-RJ) apresentará amanhã (12) um projeto de lei que visa disciplinar a prática de escuta telefônica. O objetivo da medida é evitar as escutas clandestinas.

Devido a grampos telefônicos legais, realizados durante a Operação Xeque-Mate, a Polícia Federal indiciou o irmão mais velho do presidente Lula, Genival Inácio da Silva, o Vavá, por tráfico de influência e exploração de prestígio.

´A interceptação telefônica autorizada em decisão judicial tem sido muito importante para a investigação e o combate aos crimes e às verdadeiras máfias que atuam em muitos setores do poder público e na sociedade em geral. No entanto, é necessário que se proceda a uma auditagem regular a fim de evitar contaminações e escutas irregulares´, afirmou o tucano.

Convocação

Em entrevista à rádio CBN, o deputado Antonio Carlos Pannunzio (SP), líder do PSDB na Câmara, afirmou que pode apresentar um pedido de convocação do ministro da Justiça, Tarso Genro. O objetivo é esclarecer se houve vazamento sobre a prática de grampos telefônicos antes das Operações Navalha e Xeque-Mate serem deflagradas pela Polícia Federal. (Rodolfo Torres)