Seu browser não suporta JavaScript!

21/03/2011 | Blog da Bancada do PSDB na Câmara e no Senado

Deputados criticam Itamaraty por não negociar com Obama flexibilização de vistos

Por Letícia Bogéa

Os deputados Otavio Leite (RJ) e Antonio Imbassahy (BA) criticaram nesta segunda-feira (21) o governo brasileiro por não ter discutido a questão da flexibilização de vistos com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, durante visita ao Brasil neste final de semana. Para Otavio Leite, o governo brasileiro perdeu uma oportunidade histórica de negociar com o governo americano uma revisão das normas para entrada de turistas americanos no Brasil. Segundo o tucano, a presidente Dilma Rousseff não poderia deixar de aproveitar a visita de Obama para discutir o assunto, que já vem sendo debatido na Câmara e encontra resistência no governo.

Segundo o parlamentar, a implantação permitiria que o Brasil conseguisse o ingresso de turistas no país. De acordo com ele, o déficit na balança de turismo do ano passado foi de quase R$ 10 bilhões e, em 2009, de R$ 5 bilhões. “Ou seja, os brasileiros gastaram muito mais no exterior do que os estrangeiros aqui. Setecentos mil americanos vieram ao Brasil e um milhão de brasileiros foram aos EUA no ano passado. Então estamos com o déficit acumulado”, apontou.

Na avaliação do tucano, a visita do presidente americano seria o momento de o governo brasileiro fazer alguma negociação, mas infelizmente nem se tocou nesse assunto. “Isso mostra o não compromisso do governo brasileiro em atrair mais turistas, sobretudo americanos. Então, a vinda de Obama não passou de um oba-oba”, lamentou. “Ele é uma grande personalidade, mas do ponto de vista concreto para o Brasil, nas nossas relações comerciais, não houve mais do que boas intenções. Nada foi realmente decidido”, completou.

Segundo Otavio Leite, a saída seria modificar as regras para a concessão do visto quando da entrada do turista no país, no aeroporto. Para o deputado, o Brasil poderia atrair muito mais turistas americanos por ano se flexibilizar a exigência de visto.

Já Imbassahy considera necessária a simplificação da concessão de vistos para os brasileiros que desejam ir para os Estados Unidos. “Hoje quem quer viajar para os EUA para estudar, a trabalho ou a passeio passa por uma dificuldade enorme para conseguir um visto na embaixada americana. Esse ponto não poderia ficar para depois e deveria ter sido encarado nesse momento da visita do presidente Obama”, apontou.