Seu browser não suporta JavaScript!

17/12/2007 | Jornal O Globo

Deputados do Rio lutam contra corte

Os deputados federais do Rio começam a se mobilizar hoje para tentar evitar que, com a perda da CPMF, o governo reduza as verbas destinadas às emendas de bancada, cujo valor médio anual tem sido de R$290 milhões. Os parlamentares se reunirão com integrantes da Frente Pró-Rio, formada por entidades como a Federação da Indústrias do Rio (Firjan), Associação Comercial, OAB, Associação dos Empreiteiros, sindicatos patronais e de trabalhadores.

De acordo com o deputado Otavio Leite (PSDB), a bancada havia chegado a um consenso sobre a destinação dos recursos. As obras no Terminal 1 do Aeroporto Tom Jobim são prioridade. De comum acordo, as emendas também foram destinadas a construção, ampliação e recuperação de estradas, metrô, obras de saneamento e infra-estrutura em todo o estado, por exemplo.

— Temos que garantir que o Rio não tenha prejuízo. O governo tem dinheiro em caixa. Não há razão para apertar o cinto — diz Leite.

A bancada do Rio teme que o relator da Comissão de Orçamento, José Pimentel (PT-CE), reduza o valor das emendas apresentadas.

— O que se diz é que cortes vão ser feitos. É preciso que a bancada esteja unificada. Não podemos aceitar a diminuição de repasses — afirmou Otavio Leite.