Seu browser não suporta JavaScript!

25/03/2013 | Agência Câmara

Deputados vão avaliar danos em Petrópolis e no morro do Bumba nesta terça-feira

Deputados vão a Petrópolis avaliar danos provocados pela chuva

Deputados federais vão à cidade de Petrópolis, nesta terça-feira (26), avaliar os danos causados pelas chuvas que atingem a região serrana do Rio de Janeiro há semanas. É a segunda vez em dois anos que a região sofre as consequências de enchentes. Em 2011, as chuvas e os deslizamentos de terra causaram a morte de aproximadamente mil pessoas - tragédia considerada o pior desastre climático da história do Brasil. Neste ano, só em Petrópolis, 33 pessoas já morreram.

O coordenador do grupo de deputados, Sarney Filho (PV-MA), explica que os parlamentares vão até Petrópolis “não só compreender a repetição desses acontecimentos trágicos, que têm ceifado vidas ano após ano, mas também para saber como é que os governos estão lidando com as adaptações climáticas. O Legislativo não pode ficar de fora dessa discussão”.

Os deputados também vão visitar o Morro do Bumba, em Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro. O local foi palco de uma tragédia em 2010, quando cerca de 50 pessoas morreram por causa de um deslizamento. Até agora, vítimas esperam por moradias populares prometidas na época. Prédios que abrigariam as vítimas estão sendo demolidos por causa da má qualidade da construção.

A princípio, a comitiva é formada por dez deputados, todos do Rio de Janeiro - exceto o coordenador, Sarney Filho. “É importante que a comissão externa seja coordenada por um deputado que não seja do Rio de Janeiro, como é meu caso, porque nós não vamos politizar o assunto, mas evidentemente nós vamos colaborar fazendo um relatório que aponte as causas, as consequências e as decisões para que não haja mais repetição dessa tragédia.”

Esta não é a primeira vez que a Câmara cria uma comissão exclusiva para avaliar os danos das chuvas no Rio de Janeiro. Há dois anos, os deputados também criaram um colegiado especialmente para verificar o que podia ser feito para melhorar a forma como o Brasil lida com os desastres naturais. Desse debate, surgiu o texto usado como base para o que veio a ser a primeira lei federal de proteção e Defesa Civil (Lei 12.608/12), sancionada no ano passado.

A comitiva será integrada também pelos deputados Benedita da Silva (PT-RJ), Celso Jacob (PMDB-RJ), Deley (PSC-RJ), Dr. Paulo César (PSD-RJ), Eurico Júnior (PV-RJ), Luiz Sérgio (PT-RJ), Otavio Leite (PSDB-RJ), Simão Sessim (PP-RJ), Washington Reis (PMDB-RJ).