Seu browser não suporta JavaScript!

11/03/2012 | Jornal Lance! Net

Dia D! Estádio que R9 deu primeiros passos pode sumir

Por David Nascimento

A próxima terça será decisiva para o São Cristóvão de Futebol e Regatas. O Conselho Deliberativo do clube irá se reunir para votar a proposta de permuta do terreno do Estádio Figueira de Melo, onde atuou o Ronaldo Fenômeno, em seu princípio de carreira.

Esta história envolvendo o estádio do São Cristóvão começou em outubro do ano passado, quando houve a primeira reunião do Conselho sobre o assunto. Na ocasião, a decisão foi adiada pelo conselho e será novamente discutida na nova reunião desta terça, só que em caráter definitivo.

A proposta envolve a sede e o estádio do São Cristóvão na Rua Figueira de Melo. Os valores oferecidos pela construtora giram em torno de R$ 19 milhões, mas segundo conselheiros, o valor de mercado do terreno passa dos R$ 45 milhões.

Pelo acordo, o clube cederia o terreno de cerca de 2.700 metros quadrados, em troca de um novo campo, que seria construído na Sede Náutica na Cidade Universitária. A questão é que, no Rio de Janeiro, os campos de futebol são protegidos pela Lei Municipal 3372, aprovada em 2002 pelo então vereador Otavio Leite (PSDB-RJ), hoje Deputado Federal. A base da lei vai na preservação dos campos, tornando estas áreas impróprias para qualquer nova edificação.

O Conselho Deliberativo do São Cristóvão é composto por 63 pessoas. Todas tem direito a voto. Para que haja a decisão, é necessário que uma das frentes ganhe metade mais um dos votos dos conselheiros que comparecerem na reunião. Caso seja aprovado, as negociações prosseguirão com a construtora, mas os conselheiros que são contra a proposta prometem acionar os meios legais para impedir a negociação. Caso seja negado, as negociações se encerram e não poderão mais serem retomadas.

A reportagem do LANCENET! tentou entrar em contato com José Augusto Quintas do Nascimento, presidente do São Cristóvão, mas ele não foi encontrado. A assessoria da equipe não quis se pronunciar. O L!NET também entrou em contato com a Construtora Even que, via nota oficial divulgada pela assessoria de imprensa, informou não fazer comentários de projetos em andamento. A reportagem do L!NET ainda tentou falar com o Ronaldo Fenômeno, mas ele não quis se pronunciar.

COM A PALAVRA

Raimundo Quadros, conselheiro contra a aprovação

"Isto é um absurdo. Não podemos deixar que isso aconteça. Na reunião, tentaremos sensibilizar os demais conselheiros para que votem contra o projeto. E caso seja aprovado, iremos usar de outros meios para tentar impedir a negociação, entrando na justiça e até tentando tombar no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional"

Deputado Federal Otavio Leite (PSDB-RJ), autor da Lei Municipal 3372, aprovada em 2002

"A lei é clara e o campo prosseguirá, impedindo qualquer construção dentro das quatro linhas. Caso o conselho acabe aprovando, a prefeitura não pode conceder a licença de obras devido a esta lei"

Construtora Even, em nota oficial

"A Even informa que não faz comentários a respeito de projetos em andamento"

Legenda da foto: Terrero do Estádio Figueira de Melo, pertencente ao São Cristóvão, pode sumir