Seu browser não suporta JavaScript!

21/08/2003 | O Globo Online

Disque Opinião - Meio Ambiente registra 54 ligações

O segundo turno da votação da proposta de emenda constitucional que reduz de 20% para 5% o percentual da arrecadação dos royalties do petroléo destinado ao Fundo Estadual de Conservação Ambiental foi adiado de quarta para quinta-feira.

Nesta terça-feira, a maioria dos deputados embarcou para Brasília, para participar da filiação da governadora Rosinha Matheus, do secretário de Segurança Anthony Garotinho, e do vice-governador Luiz Paulo Conde ao PMDB.

Nesta quarta-feira, o deputado Otavio Leite (PSDB), presidente da Comissão Pró-Emissário, se reúne com os promotores da Promotoria de Proteção ao Meio Ambiente, que enviaram ofício à Assembléia Legislativa, sugerindo a realização de uma audiência pública antes da votação em segundo turno. A proposta de redução foi aprovada em primeiro turno na semana passada, por 45 votos a 16.

Um levantamento feito na sexta-feira passada no Sistema de Acompanhamento Financeiro do Estado (Siafen) mostra que o saldo do Fecam é de R$319 milhões, dos quais o estado gastou apenas R$ 263 mil (0,08% do total). Até o dia 6 de agosto, o governo havia gastado apenas 0,01% do total de recursos do Fecam previstos até o fim do ano.

O primeiro dia do Disque Opinião - Meio Ambiente, que colheu opiniões sobre a redução do repassado para o Fundo Estadual de Conservação Ambiental (Fecam), registrou 54 ligações. Do total, apenas uma, feita por um funcionário público, defendia a redução do repasse. Ele argumentou que o dinheiro poderia ser utilizado para fazer os pagamentos dos salários dos servidores em dia.