Seu browser não suporta JavaScript!

27/05/2014 | Jornal Lance! Net

Dívida dos clubes brasileiros passa dos R$ 4 bi

A dívida dos principais times brasileiros somada aumentou 6% em 2013 e ultrapassou a casa dos R$ 4 bilhões, sendo que nos últimos cinco anos a alta atinge a casa dos 67%. A situação parece irreversível dado o histórico de más gestões dos clubes, mas esse quadro pode começar a mudar.

É que está prevista para hoje a votação pelos deputados da Câmara Federal, em Brasília, do projeto de lei que visa renegociar as dívidas fiscais dos clubes e cujos dirigentes estão apostando todas as suas fichas em sua aprovação. Essa é mais uma tentativa do governo de reaver quase R$ 2 bilhões de pendência financeira junto aos principais times do país, que há anos deixaram de pagar seus impostos.

- A renegociação das dívidas dos clubes é o marco zero para o futebol brasileiro – afirma o deputado Otavio Leite (PSDB-RJ), exaltando a importância do projeto de lei de sua autoria.

Segundo relatório da Mazars, empresa de auditoria especializada na análise financeira dos clubes brasileiros, o valor total das dívidas dos clubes aumentou R$ 242,7 milhões apenas no último ano. Desse montante, R$ 62,2 milhões (o equivalente a 25,6%) refere-se ao Vasco, time que mais aumentou a dívida em valores absolutos.

O Atlético Paranaense é o clube com a menor dívida entre os grandes do país, com uma pendência de ‘apenas’ R$ 53,9 milhões. Entretanto, o clube foi o que teve a maior alta percentual, de 74%. O fato deve-se à base baixa de sua dívida em 2012, que era de R$ 31 milhões.

Dos 14 principais times do país, apenas quatro tiveram resultados positivos: Flamengo, São Paulo, Corinthians e Fluminense.