Seu browser não suporta JavaScript!

24/02/2006 | Jornal do Brasil

É dada a largada

O Rio de Janeiro amanhece hoje sob o signo da folia. O reinado da alegria começa às 15 horas, quando o Rei Momo Alex de Oliveira recebe a chave da cidade das mãos do prefeito em exercício, Otavio Leite, no Palácio da Cidade. Durante os dias de carnaval, um forte esquema de segurança invade as ruas para evitar surpresas desagradáveis. Quase 33 mil policiais militares e civis foram mobilizados pela Secretaria Estadual de Segurança Pública. No entorno e próximo à Passarela do Samba, 5.588 homens cuidam do trânsito, revistam suspeitos e patrulham áreas consideradas de risco. No Centro, 65 ruas interditadas, a partir das 13h, garantem mais espaço aos foliões.

- Vamos utilizar 119 patrulhas, 50 motos e três helicópteros no patrulhamento - acrescentou o coronel Claudecir Ribeiro, chefe do Estado-Maior da Polícia Militar.

Uma lista de favelas engrossa o patrulhamento. Providência, Gamboa, Coroa, Mineira, São Carlos, Jacarezinho, Cruzada São Sebastião e Chapéu Mangueira, entre outras, já contam com a presença de policiais militares. No interior do Sambódromo, 100 praças e aspirantes a oficiais terão aulas práticas, domingo e segunda-feira, de como agir em eventos que concentram muita gente. Nos pontos turísticos, aeroportos, Marquês de Sapucaí (Setor 9) e Píer da Praça Mauá, policiais bilíngues do Batalhão de Turismo vão orientar os turistas estrangeiros.

Hoje, antes de o Sambódromo se transformar no palco das grandes agremiações, as escolas mirins ocupam a passarela, a partir das 17h. São mais de 20 mil baixinhos. Um balé abre o desfile com uma novidade: 128 crianças têm a missão de apresentar ao mundo a edição 2006 do carnaval carioca. O grupo vai riscar na Avenida o símbolo dos Jogos Pan-Americanos de 2007. Cada agremiação terá 30 minutos para contar seu enredo. A juíza Ivone Ferreira Caetano, titular da Vara da Infância, da Juventude e do Idoso, determinou que os desfiles terminem à meia-noite.

A Aprendizes do Salgueiro, por exemplo, vai exibir ´´O Pequeno Mundo do Saber´´. Marcia Lávia, carnavalesca da escola, percorreu os universos do filósofo chinês Lao Tse Tung, do dramaturgo Inglês William Shakespeare e da religiosa indiana Madre Teresa de Calcutá para compor o desfile.

Também desfilam Mangueira do Amanhã, Golfinhos da Guanabara, Herdeiros da Vila, Petizes da Penha, Miúda da Cabuçu, Corações Unidos do CIEP, Pimpolhos da Grande Rio, Inocentes da Caprichosos, Nova Geração do Estácio, Estrelinha da Mocidade e Tijuquinha do Borel.

Na contramão do reinado de Momo, apenas um vilão: o tempo. O Instituto Climatempo confirma o calor escaldante para os quatro dias de folia, mas acena com pancadas de chuva - hoje, amanhã, domingo e segunda-feira. Nas previsões, apenas a terça-feira gorda, dia 28, será um dia típico de verão: sol forte, pouca presença de nuvens e temperatura em torno de 35 graus.