Seu browser não suporta JavaScript!

28/03/2011 | Ministério do Trabalho e Emprego

Educação Física: Câmara discute projeto que beneficia professores com curso superior

A Comissão de Turismo e Desporto da Câmara vai realizar, em data ainda a ser agendada, um audiência pública para discutir o projeto que determina que apenas professores de Educação Física, licenciados em nível superior, possam dar aulas para alunos do ensino infantil, fundamental e médio. O projeto é de autoria do deputado Otavio Leite (RJ).

A proposta ganhou a simpatia de integrantes da Comissão. Para o deputado André Figueiredo (CE), não parece haver dúvidas de que os profissionais de Educação Física, pelo reconhecimento de seus Conselhos, são os mais habilitados para educar as crianças.

“O cuidado especial que essa atividade propicia à saúde e ao desenvolvimento de nossos jovens mostra a importância dela ser ministrada por profissionais qualificados, que possam realizar um treinamento efetivo capaz de ajudar na construção de grandes atletas”, disse o parlamentar.

O projeto, que altera a LDB, ainda prevê que estados e municípios têm até cinco anos para adequarem-se ao novo artigo inserido na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.

A Comissão de Turismo e Desporto da Câmara vai realizar, em data ainda a ser agendada, um audiência pública para discutir o projeto que determina que apenas professores de Educação Física, licenciados em nível superior, possam dar aulas para alunos do ensino infantil, fundamental e médio. O projeto é de autoria do deputado Otavio Leite (RJ).

A proposta ganhou a simpatia de integrantes da Comissão. Para o deputado André Figueiredo (CE), não parece haver dúvidas de que os profissionais de Educação Física, pelo reconhecimento de seus Conselhos, são os mais habilitados para educar as crianças.

“O cuidado especial que essa atividade propicia à saúde e ao desenvolvimento de nossos jovens mostra a importância dela ser ministrada por profissionais qualificados, que possam realizar um treinamento efetivo capaz de ajudar na construção de grandes atletas”, disse o parlamentar.

O projeto, que altera a LDB, ainda prevê que estados e municípios têm até cinco anos para adequarem-se ao novo artigo inserido na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.