Seu browser não suporta JavaScript!

02/10/2006 | Jornal O Globo

Eleições 2006

Fernando Gabeira (PV) é o campeão de votos do Estado do Rio para a Câmara dos Deputados. Eleito para o seu quarto mandato como deputado federal, teve 293.044 votos, 20.632 a mais do que o segundo colocado: Geraldo Pudim, do PMDB. Gabeira manteve a liderança desde o início da apuração.

O PMDB deve fazer o maior número de deputados federais entre os 46 que formam a bancada do Rio: além de Pudim, poderá eleger Leonardo Picciani, Nélson Bornier — investigado em três inquéritos — Eduardo Cunha, Édson Ezequiel — investigado por corrupção — Alexandre Santos, o ex-secretário de Segurança Marcelo Itagiba, Fernando Lopes, a ex-prefeita de Rio Bonito Solange Almeida e Bernardo Ariston.

O PT, segundo as contas do partido, deverá eleger seis deputados: Édson Santos, o mais votado; Jorge Bittar, o ex-prefeito de Angra Luiz Sérgio, Carlos Santana, Cida Diogo e Chico D’Ângelo. O PSB e o PC do B, que integram a mesma coligação, devem conduzir à Câmara Alexandre Cardoso e Edmilson Valentim, respectivamente.

Rodrigo Maia, filho do prefeito Cesar Maia e presidente regional do PFL, foi o terceiro mais votado. Um dos líderes da oposição ao governo Lula, Rodrigo, que vai para o seu terceiro mandato, promete lutar pela independência da Câmara:

— O presidente Lula tentou criar uma relação de dependência, corrompendo alguns parlametares. É fundamental que a Casa tenha liberdade suficiente para fiscalizar o governo.

O PFL deverá eleger ainda Solange Amaral, Índio da Costa e o secretário de Obras de Nova Iguaçu, Rogério Lisboa.

No PSDB, o melhor desempenho coube a Andréia Zito, de 32 anos, filha do ex-prefeito de Caxias José Camilo Zito:

— Quero levar para a Baixada escolas técnicas e uma faculdade pública federal.

Os tucanos devem eleger ainda o atual vice-prefeito do Rio, Otavio Leite, e Silvio Lopes. Pelo PDT, devem ser eleitos Miro Teixeira, Brizola Neto e Renato Cozzolino.

Chico Alencar, que ficou em oitavo lugar, deverá ser o único do PSOL do Rio na Câmara.

A expressiva votação de Fernando Gabeira deve ajudar a eleger três deputados do PPS: Marina Maggessi, Neilton Mulin e Leandro Sampaio, este último processado por desvio de recursos.