Seu browser não suporta JavaScript!

02/11/2007 | Jornal Extra

Extra: Bancada unida

Num fato quase inédito — e digno de elogios — a nossa bancada federal se reuniu seis vezes em três semanas e chegou a uma decisão unânime sobre as emendas que o Rio vai apresentar ao Plano Plurianual (PPA) do governo federal (que projeta os gastos da União entre 2008 e 2011). Serão apenas cinco emendas — que já levam a assinatura de todos os nossos deputados. Uma para cada região: capital, Baixada Fluminense, Niterói-São Gonçalo, sul e norte.

Foco na área de transportes

Para a capital, os deputados vão reservar R$715 milhões para a implantação do corredor T-5, uma linha com ônibus articulados entre o Terminal Alvorada, na Barra, e a Penha. Do total, R$140 milhões vão ajudar a prefeitura a custear as desapropriações necessárias.

Para a Baixada, serão R$260 milhões para a construção de uma continuação da Linha Vermelha. A via expressa — que hoje termina na Via Dutra — seguirá até a Via Light e, de lá, até a Estrada de Madureira, em Nova Iguaçu.

Para a região de Niterói-São Gonçalo, o investimento é alto: R$860 milhões, a serem empregados na Linha 3 do Metrô, entre a estação das barcas e Itaboraí.

Os deputados decidiram que o dinheiro destinado às regiões norte e sul do estado deve ir para a duplicação da BR-101. No eixo norte da rodovia, serão R$600 milhões para obras entre Rio Bonito e a divisa com o Espírito Santo. No eixo sul, mais R$300 milhões para o trecho entre Mangaratiba e Paraty.

Até os opostos...

Os deputados abriram mão das emendas individuais (de até R$10 milhões cada) em nome do coletivo. O curioso é que alguns colegas de hoje serão adversários amanhã. Marcelo Itagiba, Solange Amaral, Edson Santos e Otavio Leite são pré-candidatos no Rio. Geraldo Pudim e Arnaldo Vianna disputarão a prefeitura em Campos. E Leandro Sampaio e Hugo Leal estarão em palanques opostos, em Petrópolis.