Seu browser não suporta JavaScript!

30/01/2004 | Jornal O Globo

Férias menores para os deputados

Os deputados estaduais devem ter um mês a menos de férias, no próximo verão. Um dos três projetos que serão apreciados pelos parlamentares na convocação extraordinária da próxima semana prevê a redução do recesso parlamentar: o plenário funcionará até o dia 31 de dezembro e será reaberto no dia 1 de fevereiro. Atualmente, a Casa entra em recesso no dia 15 dezembro e volta no dia 17 de fevereiro. A proposta de emenda constitucional que modifica as férias será apresentada pela Mesa Diretora.

— A proposta tem anuência e a aprovação da Mesa Diretora e dos líderes partidários. Eu tive o cuidado de medir o parlamento com um termômetro. O sentimento do parlamento do Rio é de dar o exemplo. Achamos que há prejuízo nas convocações extraordinárias. Agora, o recesso parlamentar será reduzido de 90 para 60 dias — afirmou o presidente da Assembléia Legislativa, Jorge Picciani.

No ano passado, a governadora convocou a Alerj nos dias 22 e 23 de dezembro e voltará a convocá-los de 2 a 5 de fevereiro. Picciani afirmou que em nenhuma das 60 vezes em que a Alerj foi convocada nos últimos sete anos houve pagamento de jeton. Líder do PSDB, partido de oposição ao governo, o deputado Otavio Leite confirmou o apoio ao projeto:

— A diminuição do recesso faz parte da ordem do dia da sociedade.