Seu browser não suporta JavaScript!

29/06/2011 | Jornal Mercado e Eventos online

Flávio Dino assume Embratur e promete dobrar número de turistas em oito anos

Ao assumir a presidência da Embratur, o ex-deputado federal, Flávio Dino disse que no planejamento estabelecido pretende chegar a 2020 com o dobro do volume de turistas e o triplo dos gastos dos turistas estrangeiros no país."Temos desafios pela frente e precisamos consolidar uma imagem e fortalecer o objetivo de colocar o Brasil em destaque no cenário internacional", disse.

Segundo ele, este trabalho já começou nos municípios e estados: "Vamos mostrar a competência e a honestidade do Brasil. Nosso país não é apenas natureza exuberante, mas um país moderno e competente capaz de promover com sucesso a Olimpíada e a Copa do Mundo".

O dirigente em seu discurso lembrou que a Embratur vai se empenhar em sua gestão para deixar um grande legado em 2014. "Para isso é preciso muito trabalho e a capacidade de compartilhar o trabalho de modo a mostrar aos outros países o quanto o Brasil é sensacional". No seu discurso prometeu dar continuidade aos programas da Embratur e citou como exemplo bem sucedido o Plano Aquarela em suas diversas etapas.

Segundo ele a economia política do turismo é importante e para isso o apoio dos estados, municípios e o poder legislativo, além da iniciativa privada será fundamental. "Afinal é a iniciativa privada responsável também pelo nosso desenvolvimento e contamos com parcerias a serem estabelecidas".

Ao finalizar, afirmou ser um político e esse fato, a seu ver não desmerece sua indicação para o cargo. "É preciso valorizar a política e minha contribuição é dar uma prova do espírito cívico. Trago para a Embratur a minha experiência política. Neste momento devemos como diz o solgan o Brasil te chama a celebrar a vida".Flávio Dino falou ainda das diversidades que o país oferece nas diferentes regiões e lembrou que este fato deve ser explorado.

Antes de encerrar a cerimônia, o ministro do Turismo, Pedro Novais destacou a importância da indicação de Flávio Dino "nosso companheiro do Maranhão". O ministro falou ainda sobre a sua satisfação de ter trabalhado com Mário Moysés. "Um profissional de grande competência e desejo todo o sucesso".

Sobre o novo presidente da Embratur, ele falou. "Chega com a missão de dar continuidade ao trabalho de promoção do turismo onde dobramos nos últimos cinco anos as viagens domésticas. Lembro que o turismo representa uma oportunidade para os jovens no mercado de trabalho principalmente em regiões como o Nordeste". Destacou que o setor emprega 7,2 milhões de pessoas e tem gerado renda.

Para Novais, as perspectivas positivas têm levado a setores como companhias aéreas, hoteleiros e agências de viagens o aumento no faturameno setor a apostarem no crescimento é de mais de 22% até dezembro. "Devemos chegar a 74 milhões de desembarques domésticos o que representa mais gente nos aeroportos e nos hotéis, bem como mais profissionais qualificados". Segundo o ministro muitos brasileiros começaram a viajar com o aumento da renda.

"Agora os mais de 40 milhões de brasileiros passaram a ter no turismo um produto de consumo. A renda dos mais pobres cresceu 68% e precisamos nos preparar para atender esta demanda com programas específicos e a Copa e as Olimpiadas são oportunidade para o país mostrar sua diversidade no exterior". Segundo ele já são mais de 300 mil profissionais sendo qualificados.

De acordo ele a indústria do turismo no país deve ser um instrumento para geração de emprego e renda. "Estou convencido de que com todo este trabalho vamos conseguir contribuir para o turismo sustentável".

"Flávio Dino chega para somar à grande missão do Ministério do Turismo de desenvolver o turismo brasileiro".

Prestigiaram a cerimônia, os ministros do Esporte, Orlando Silva, da Defesa, Nelson Jobim, da Secretaria de Assuntos Estratégicos, Moreira Franco, e do

Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes. Presentes também, o líder do PMDB na Câmara, Henrique Alves, o presidente nacional do PCdoB, Renato Rabelo, além de deputados e senadores de diversos partidos.

Também prestigiaram a cerimônia, Waldir Walendowsky, secretário de Turismo de Santa Catarina, Tadeu Palácio, secretário de Turismo do Maranhão, Domingos Leonelli, secretário de Turismo da Bahia e presidente do Fornatur, Jeanine Pires, ex-presidente da Embratur, Luiz Otávio, secretário de Turismo do Distrito Federal, Jonas Donizette, presidente da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados, Alberto Feitosa, secretário de Turismo de Pernambuco, Gilson Novo, presidente do Grupo Água, Aparecido Sparapani, secretario de Turismo de Goiás, Marcos Venício, presidente da Paraná Turismo, Abgail Barbosa, secretária de Turismo do Rio Grande do Sul, Ronald Azaro, secretario de Turismo do Rio de Janeiro, o deputado Otavio Leite, o presidente da FBCVB, João Moreira, além de Roy Taylor, vice-presidente executivo do MERCADO & EVENTOS/FOLHA DO TURISMO, entre outros e integrantes das diretorias do MTur e da Embratur.

Ao final da cerimônia o novo presidente da Embratur recebeu os cumprimentos pela indicação do cargo