Seu browser não suporta JavaScript!

20/08/2010 | Site Gabeira 43

Gabeira 43: Uma ameaça a Cachoeiras de Macacu

Três mil produtores rurais, responsáveis por grande parte dos alimentos que consumimos no Rio de Janeiro estão sendo ameaçados de expulsão de suas áreas em virtude da construção de uma barragem que vai inundar quatro mil hectares na região de Cachoeiras de Macacu.

Projetada pela CEDAE, a barragem visa levar água para a COMPERJ, o complexo petroquímico que está sendo erguido em Itaboraí. A produção de alimentos aqui e grande e diversificada: aipim, inhame, batata-doce, goiaba, palmito (inclusive o procurado palmito pupunha), milho, açaí, citrus. Tudo isso será extinto

Não bastasse esta violência contra a agricultura, também perderemos mil hectares de mata nativa, pois embora nem toda ela seja submersa, perderá sua função de corredor ecológico.

A barragem vai conter um rio pequeno, o Guapiaçu, mas a verdade é que existem outras alternativas. Não é necessário tomar a água de um rio tão pequeno, não é preciso desalojar três mil produtores rurais, não é preciso dar esse golpe neste verdadeiro celeiro de alimentos que abastece o Rio de Janeiro.

Nós nos comprometemos com os lavradores daqui – já tínhamos estado aqui na pré-campanha, numa manifestação exatamente contra a construção desta barragem – que estaremos lutando com ele para evitar que isso aconteça. Não só obstruindo este processo perverso que troca a alimentação pela água para o petróleo, mas também oferecendo alternativas para que a CEDAE possa captar água para o Rio de Janeiro sem prejudicar a produção de alimentos.