Seu browser não suporta JavaScript!

17/05/2010 | Blog Biscoito Fino

Homenagem à música brasileira!

Nesta terça-feira, dia 18 de maio, às 10h, em Brasília, a Câmera dos Deputados prestará uma homenagem aos 10 anos da rádio MPB FM, parceira da Biscoito Fino.

Esta homenagem foi uma iniciativa do deputado Otavio Leite (PSDB-RJ), que também é autor do Projeto de Emenda Constitucional nº 98/2007, conhecido como PEC da Música, que defende a imunidade tributária para a produção de fonogramas e videofonogramas de música brasileira.

Este projeto busca estabelecer a isenção de tributos para gravações de artistas brasileiros, com o objetivo de diminuir o impacto da pirataria e dos downloads ilegais sobre a venda de CDs e DVDs. Os formatos digitais, como os ringtones, também são beneficiados pela PEC. O Ministério da Cultura apóia a PEC reforçando a ideia de que a aprovação contribuirá para a dinamização da cadeia produtiva da música no Brasil, beneficiando compositores e produtores e proporcionando a redução do preço de CDs, DVDs e downloads de música brasileira para o consumidor final.

A proposta chegou a entrar na pauta de votação na Câmera por três vezes mas ainda não foi apreciada pois o governo interveio e redirecionou o projeto para o Ministério da Fazenda. Portanto, ainda está em tramitação e aguarda um texto final do Ministro Guido Mantega.

Entrevista

Ariane Carvalho

A MPB FM é a única rádio do Rio de Janeiro que toca, exclusivamente, música popular brasileira e, assim como a Biscoito Fino, sempre teve o compromisso de levar ao público o melhor da nossa música!

Em entrevista, Ariane Carvalho, presidente da rádio, fala sobre a homenagem, sobre a PEC da Música e sobre o cenário musical contemporâneo. Confira abaixo:

Biscoito Fino: Nesta terça-feira, dia 18/05, às 10h da manhã em Brasília, a MPB FM será homenageada pelos seu 10 anos de existência e seu compromisso com a música popular brasileira. Como foi receber essa notícia sobre a homenagem?

Ariane Carvalho: Eu fiquei muito emocionada com esse reconhecimento. O deputado Otavio Leite é um defensor da música brasileira, defende a PEC para isentar o tributo das gravações de artistas brasileiros para diminuir o impacto que hoje existe em relação à pirataria e downloads ilegais. Ele soube dos 10 anos da MPB FM e resolveu fazer esta homenagem. É um ano muito importante para a rádio. Crescemos, demos oportunidade a novos talentos, apostamos na liberdade e na diversidade. Fico muito feliz de ir à Brasília representando a rádio, afinal nossa música é um cartão de visitas, que emociona o brasileiro e quem está lá fora.

BF: A MPB FM toca exclusivamente música brasileira. É desafiador para uma rádio se manter por tanto tempo em plena atividade com um repertório tão exclusivo assim? Como é a relação da rádio com o público?

Ariane: Sem dúvida é um desafio. Toda vez que se tem uma segmentação onde você exclui determinadas coisas isso tem um lado positivo que te diferencia e ao mesmo tempo restringe. O mercado fonográfico e de shows brasileiro é o único que vive da sua música. A MPB consegue contribuir pra isso. Temos cada vez mais ouvintes e estamos crescendo com o público mais jovem. É um desafio mesmo, mas que nos deixa muito felizes.

BF: Você mencionou a PEC da Música. Como este projeto afetaria concretamente a cadeia produtiva da música? Como essa isenção afetaria o artista e o público?

Ariane: Hoje o Brasil tem uma tributação em cadeia que muitas vezes é acumulativa e afeta o valor final do produto. Não é só essa ação que diminuirá a pirataria, mas pode diminuir esse valor final. O direito autoral tem que continuar sendo pago, claro. Mas os impostos podem ser suprimidos. Pro artista, uma vez que ele hoje perdeu nessa venda dos CDs e vive mais dos shows, pode ser positivo. Sabemos que as pessoas compram piratas porque são mais baratos.

BF: Apesar da PEC ter sido formulada em 2007 e o Ministério da Cultura ter se posicionado a favor dela em 2009, ela ainda não foi votada e aguarda um posicionamento do Ministro da Fazenda Guido Mantega. Como você avalia esse longo período entre a assinatura da PEC em 2007 e a ausência do posicionamento do ministro até hoje, quase 3 anos depois?

Ariane: Eu acredito que devem ter alguns interesses que não deixam isso se resolver. Com certeza a gente muitas vezes vê um produto final no Brasil com um preço e no exterior, dento do mesmo segmento, com preço mais acessível que aqui. Esse período longo, não só em relação a essa lei, mas a várias outras, ela é interessante para o público e para os artistas. É isso que eu acho que o ministro não está observando, senão não demoraria tanto. Nossos políticos, parece, que não têm a visão prática do resultado positivo que isso pode gerar.

BF: Para o Ministério da Cultura, a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição estimula, entre outras coisas, o download remunerado. Falando em donwload, como a MPB FM se posiciona em relação à internet? Ela é uma parceira para o trabalho da rádio no dial?

Ariane: Com certeza. Estamos usando mais as ferramentas das redes sociais, o facebook, o Twitter. Através do portal (mpbbrasil.com), buscamos cada vez mais um diferencial. Temos programas específicos pra internet, por exemplo. Temos muitos ouvintes que escutam a rádio pela web. Vemos as redes sociais como um complemento muito importante.

BF: É uma evidência contemporânea que as pessoas e empresas com interesses em comum se unam em parcerias, principalmente no universo com o potencial colaborativo na internet. Pra vocês, como é ter uma parceria com a Biscoito Fino, que assim como vocês, tem o compromisso de divulgar toda a qualidade da música brasileira?

Ariane: Temos uma parceria bem bacana. A Biscoito Fino tem um conceito muito semelhante ao da MPB FM, aposta numa música brasileira de qualidade e incentiva também novos talentos. Resgata coisas antigas dando novas leituras. É muito importante esse trabalho. Estamos criando uma parceria com a Biscoito para lançarmos CDs, tanto dos clássicos da MPB quanto dos novos nomes. Esperamos que a gente possa cada vez mais crescer e fazer coisas juntos.

No mais, viva a MPB!

Luiza de Sá – Equipe Biscoito Fino