Seu browser não suporta JavaScript!

23/04/2008 | Ascom Dep. Otavio Leite

ICCA: nenhuma cidade brasileira entre as que mais realizaram eventos internacionais

Durante a maior feira de eventos, negócios e incentivo do mundo, a Imex 2008, a ICCA - International Congress & Convention Association divulgou os “Top 20” no ranking de países e cidades que mais realizaram eventos internacionais no ano passado (2007). Nenhuma cidade brasileira alcançou posição entre as 20 primeiras colocadas. No ranking do ano passado, a cidade de São Paulo ocupou a 18ª posição e deve manter-se entre as 30 primeiras, com cerca de 60 eventos internacionais realizados.

A perda de posições provocou reações por parte autoridades brasileiras presentes ao evento. Em missão oficial, representado a Comissão de Turismo e Desporto da Câmara dos Deputados, Otavio Leite (PSDB-RJ), afirmou que o resultado demonstra a falta de competitividade do Brasil para atrair novos eventos internacionais.

´A verdade é que o mercado está cada vez mais competitivo. Logo, governo e iniciativa privada precisam investir mais na captação de eventos. Esta feira produz contatos múltiplos, mas a concretização não é aferida. O Brasil está estagnado. A empresa que administra o Rio Centro precisa ser mais arrojada na captação de eventos. Outro fator que atrapalha no crescimento desse setor no Brasil é que oferta de vôos continua sendo um problema´, afirmou.

Como em 2005 e 2006, Viena manteve-se no topo do ranking, como cidade mais popular para a realização de eventos internacionais. Berlim pulou quatro posições e ficou em 4º lugar, enquanto Cingapura manteve o 3º. Paris e Barcelona ficaram respectivamente em 4º e 5º, enquanto Budapeste manteve o 6º lugar, mas agora compartilhando a posição com Lisboa. Beijing, estreando no “Top 10”, subiu do 13º lugar em 2006 para a 8ª posição em 2007, seguida de Amsterdam, em 9º lugar. Madri completa os “Top 10”, melhorando significativamente sua posição - ficou em 19º em 2006. Destaque nos “Top 20” para Taipei (18º lugar), que no ranking de 2006 estava na quadragésima posição (subiu 22 lugares).

Ainda não se conhece a classificação no ranking da ICCA das cidades brasileiras. Mas nenhuma figurou entre as “Top 20”. O ranking considera apenas os eventos internacionais realizados regularmente e que, de forma rotativa, foram realizados, no mínimo, em três países diferentes. Este ano, os pesquisadores da ICCA identificaram mais de 6.500 eventos realizados em 2007, um aumento de cerca de 800 eventos em relação a 2006. O ranking completo será divulgado pela ICCA no início de junho.

Otavio Leite ressalta que a IMEX é uma Feira da maior importância, em especial para o Rio. ´É um mercado em ascensão. Contudo, nosso grande drama continua sendo a oferta de vôos. A Varig , recentemente cancelou a sua frequência para Frankfurt. É preciso agir para ampliar a oferta de assentos´.