Seu browser não suporta JavaScript!

28/01/2005 | Agência de Notícias da Previdência Social

INSS/RJ inaugura primeira agência adaptada para deficientes

Agência fica no CIAD e funcionará a partir de segunda-feira

Foi inaugurada hoje, no Rio de Janeiro, a primeira Agência da Previdência Social (APS) voltada exclusivamente para o atendimento das pessoas portadoras de deficiências físicas. Localizada no prédio do Centro Integrado de Atenção à Pessoa Portadora de Deficiência (CIAD), ela funcionará a partir da próxima segunda-feira, 31 de janeiro, de 8h às 17h. O atendimento, exclusivo para deficientes físicos e seus familiares, será feito por meio do agendamento prévio, por telefone. Com isso não haverá espera, proporcionando maior conforto para esses segurados.

A solenidade contou com a presença de muitas autoridades municipais e representantes de entidades da sociedade civil. O ministro da Previdência, Amir Lando, não pôde estar presente, porque uma pane no avião em que viajaria o impediu de embarcar. Foi representado pelo seu assessor especial, Alexandre Dupeyrat.

Além de Dupeyrat, a mesa foi composta pela deputada federal Georgette Vidor, que representou a Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro, pelo vice-prefeito da cidade, Otavio Leite, pelo superintendente estadual do INSS, André Ilha, e pelo gerente-executivo Centro, Sérgio Artur do Nascimento.

Georgette Vidor e Otavio Leite ressaltaram a importância da parceria entre os governos federal e municipal e parabenizaram a iniciativa.

Sérgio Artur disse que a inauguração da APS CIAD foi a realização de um antigo sonho e agradeceu a participação de todos os servidores envolvidos nesta ação. “Criamos um marco no atendimento para portadores de necessidades especiais”, ressaltou o gerente-executivo.

Alexandre Dupeyrat, assessor especial do ministro da Previdência, agradeceu a todos que se empenharam na realização deste projeto. “Esta ação só está sendo possível porque temos uma administração pública sensível a este problema e voltada para a melhoria de vida da população. É importante participar de um evento como esse, que tem uma política de atendimento digno e eficiente para todos”, acrescentou Dupeyrat.

O assessor defendeu uma Previdência Social pública, estatal, universal e solidária, que resgata a dignidade do ser humano. Dupeyrat ressaltou que esta é a linha de pensamento do ministro Amir Lando. “Encerro minha fala com a certeza de que aqui será feito um trabalho exemplar”, finalizou Alexandre.

Após isto, o público presente se dirigiu à Agência CIAD para visitar as instalações.

Mensalmente, duas mil pessoas passam pelo CIAD, que se localiza à Avenida Presidente Vargas, 1997, no centro do Rio de janeiro. Neste prédio do INSS, em grande parte cedido para a Prefeitura do Rio de Janeiro, são realizadas diversas atividades voltadas para os deficientes físicos por cinco secretarias municipais (assistência social, saúde, esporte e lazer, educação e trabalho). Com a inauguração da APS CIAD estas pessoas, agora, contarão também com atendimento especial na Previdência Social.

A agência conta com sinalização em braile na porta e pista tátil (em auto-relevo) para deficientes visuais. O PREVFone foi instalado numa altura acessível para todos os usuários. Os dois terminais do PREVFácil serão operados com a ajuda de servidores. A APS conta com seis pontos de atendimento, um gabinete de perícia médica, um para a assistência social e um local para análise dos processos requeridos. Todos os servidores estão passando por um treinamento para aprendizagem da linguagem dos sinais.