Seu browser não suporta JavaScript!

07/12/2012 | Site Associação Comercial do RJ

Jovens empresários lotam auditório Ruy Barreto da ACRJ

Por Alex Melo

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio da Câmara dos Deputados do Brasil promoveu, dia 7 de dezembro, na Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ), o seminário “Atuação e Desafios das Empresas Juniores e Start-Ups”. O presidente do Conselho Empresarial de Jovens Empreendedores da ACRJ, Paulo Gontijo, participou. Com o objetivo de colher contribuições da sociedade civil, de jovens empresários e parlamentares, a fim de entender como as empresas juniores e as chamadas start-ups podem contribuir para o crescimento da economia nacional, o debate reuniu cerca de 100 pessoas.

O deputado Otavio Leite (PSDB-RJ), um dos idealizadores do seminário, destacou a expansão das empresas juniores no País.

“Hoje existem mais de 600 delas, que contribuem sobremaneira na preparação de jovens empreendedores”.

Com relação às “start-ups”, o parlamentar ressalta que há diversas definições para esse tipo de companhia. Para alguns, aponta Leite, start-up é toda e qualquer pequena empresa em seu período inicial. Já outros acreditam que se trata de uma companhia (geralmente do setor de tecnologia e inovação) com grande potencial de crescimento, mas com baixo custo de manutenção. Independentemente de conceitos, o deputado defende a necessidade de compreender o funcionamento desses empreendimentos.

Participaram ainda o gerente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/RJ), Ivan Constant; o presidente da Confederação Brasileira de Empresas Juniores (Brasil Júnior) e membro do Conselho Empresarial de Jovens Empreendedores da ACRJ, Marcus Barão; o presidente da Federação das Empresas Juniores do Estado do Rio de Janeiro (Rio Júnior), Mateus Aguiar dos Santos; e o advogado do Departamento Jurídico da ACRJ, Vilmar Luiz Graça Gonçalves.