Seu browser não suporta JavaScript!

01/10/2009 | Jornal Panrotas

Justiça para o Turismo

Todos sabem que a nossa imensa diversidade cultural é um dos principais atrativos para os turistas no Brasil. O setor turístico muito aproveita deste potencial de recursos genuinamente brasileiros para organizar shows, festas temáticas, lançamentos de livros e atividades artísticas em geral para promover o produto “Brasil”. Trata-se de uma fértil fórmula de chamar a atenção para valores e expressões brasileiras e com isso facilitar a atração de turistas para o nosso país.

Se há algum tempo a legislação brasileira oferece apoio a projetos culturais mediante financiamento público (vide Lei Rouanet e Lei do Audiovisual) por que não ocorre o mesmo para atividades correlatas que tenham viés turístico próprio? Esta proposta está presente em projeto de lei que apresentei à Câmara dos Deputados (PL 5559/2009), visando inclusive atração de investimentos estrangeiros no país.

Na prática, os eventos turísticos são também em muitos momentos acontecimentos culturais, pois se trata da divulgação e, ao mesmo tempo, preservação das nossas tradições. O financiamento para estes projetos significa geração de renda e emprego para os profissionais ligados ao setor. Seja em eventos no Brasil ou no exterior, o fundamental é criar mais fontes econômicas em apoio às atividades turísticas, valorizando e promovendo os bens materiais e imateriais da nossa cultura.

Mobilidade Urbana e Turismo

Aproveitando as comemorações do Dia Mundial sem Carro, uma questão importante para o futuro sucesso da Copa de 2014 e de outros eventos de porte no Brasil passa pela questão do transporte urbano. Caso o país não melhore a mobilidade, sobretudo nas regiões metropolitanas brasileiras, haverá grande dificuldade para a circulação de turistas durante a Copa. Talvez seja esse o mais crucial desafio.

*Publicação quinzenal.