Seu browser não suporta JavaScript!

25/08/2009 | Panrotas on line

Líderes do trade apoiam visto eletrônico em Brasília

Em reunião na Comissão de Turismo e Desporto (CTD), da Câmara dos Deputados, hoje, em Brasília, os empresários e representantes de entidades ligadas ao Turismo discutiram a necessidade da flexibilização dos vistos com o presidente da CTD, deputado Afonso Hamm, e parlamentares que apoiam o setor: deputado Otavio Leite e deputada Líice da Mata.

Estavam presentes na reuni?o o presidente da Federa??o Nacional de Hot?is, Restaurantes, Bares e Similares (FNHRBS), Norton Lenhart, o vice-presidente da ABIH, Alexandre Sampaio, o presidente da Resorts Brasil, Alexandre Zubaran, o diretor de Rela??es Partid?rias da Abav, Jo?o Quirino, o assessor da presid?ncia da CNC, Eraldo Alves da Cruz, o diretor executivo do Fohb, Andr? Pousada, e o presidente da PANROTAS, Jos? Guillermo Alcorta.

Eles decidiram apoiar o substitutivo apresentado pelo deputado Marcelo Teixeira, tamb?m integrante da CTD, que cria o visto eletr?nico. Na oportunidade, tamb?m apresentaram um documento desenvolvido pela CNC sobre pol?tica de concess?o de vistos para grandes pa?ses emissores.

No documento eles elencaram ainda quatro prioridades, que s?o: o visto eletr?nico; a extin??o da taxa de cobran?a de visto; o apoio do PL 3059/2008 do deputado Carlos Eduardo Cadoca, que possibilita ao estrangeiro obter o visto j? em solo brasileiro; e o apoio ao PL 01910/2007, do senador Paulo Oct?vio, que permite aos minist?rios do Turismo e das Rela??es Exteriores isentarem a exig?ncia de visto quando houver interesse nacional.

Ao final do encontro, os empres?rios e representantes de entidades conclu?ram que seria importante apoiar o substitutivo para o visto eletr?nico e conseguir a urg?ncia urgent?ssima, para que seja inclu?do na pauta de vota??o do per?odo de 21 a 27 de setembro, quando a Casa comemorar? a semana mundial do Turismo.

No mesmo período, o plenário da Câmara está votando três outros projetos de interesse do setor: o da flexibilização dos vistos, o PL 5120/2001, que regulamenta a atividade dos agentes de viagens, e um terceiro projeto que ainda será definido.