Seu browser não suporta JavaScript!

29/01/2010 | Jornal Folha de São Paulo

Lula libera obras que TCU vetou

Dilma liderou repasse de verba para obra irregular, diz tucano

Com as mãos atadas diante da atitude do governo de liberar recursos para obras que, segundo o TCU (Tribunal de Contas da União), apresentam irregularidades, o PSDB partiu para cima da ministra e pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff (Casa Civil).

Em nota, o presidente tucano, senador Sérgio Guerra (PE) disse que "foi a ministra que liderou isso".

"Ela quer mandar em tudo. Não quer ouvir ninguém. Ela quer tomar as decisões sozinha. É autoritária mesmo. Não tem opinião de ninguém que conte para ela. Apenas seus objetivos que, neste caso, não são eleitorais, não são políticos, nem são administrativos, porque estas obras não vão ser concluídas agora", disse o senador.

A oposição também informou que, na volta do recesso parlamentar, tomará atitudes no Congresso.

O deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) disse que vai apresentar requerimento de informações questionando a declaração do ministro Alexandre Padilha (Relações Institucionais), que afirmou anteontem que o veto de Lula à Lei Orçamentária -que acabou liberando os pagamentos- aconteceu para atender apelos de governadores, empresários e parlamentares.

Já o tucano Otavio Leite (RJ) disse que vai apresentar na próxima terça-feira um projeto de decreto legislativo para que as obras classificadas como irregulares sejam retomadas somente após a correção dos problemas. Ele também lembrou que a oposição vai trabalhar para derrubar o veto em sessão do Congresso Nacional.