Seu browser não suporta JavaScript!

03/05/2004 | O Dia On Line

Mar agitado desvia tubulação do emissário submarino da Barra

A tubulação que ficou atolada entre os postos 7 e 8 da praia da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, devido ao rompimento do cabo de aço rebocador na madrugada desta segunda-feira, já está sendo puxada por três barcos rebocadores em direção ao emissário submarino. A parte da tubulação encalhada na areia já saiu da arrebentação. (Atualizada às 11h03)

´O mar encheu antes do previsto. Não haverá atraso muito menos custo adicional ao estado. Estamos comemorando o transporte da tubulação. O mar nos ajudou´, disse Aldoir Melchiades de Souza, coordenador do Programa de Saneamento da Barra e Jacarepaguá.

Durante a madrugada desta segunda-feira, 50 metros da tubulação de 1.554 metros com destino ao emissário submarino da Barra foi desviado pelas fortes condições marítimas. De acordo com Aldoir Melchiades de Souza, às 3h o cabo de aço rebocador se rompeu e o tubulão ficou atolado.

Segundo ele, técnicos da Cedae e 11 embarcações rebocadoras estão trabalhando para a retirada e o reboque do duto para o emissário submarino está previsto para hoje.

Para o deputado Otavio Leite, presidente da comissão pró-emissário da Barra, já era previsto que as condições do mar não permitiam o assentamento. ´Isso é a prova de que o atraso nas obras públicas levam ao transtorno e a custos adicionais´, afirmou.