Seu browser não suporta JavaScript!

07/07/2004 | Jornal O Fluminense

Muita atividade no Rio

O primeiro dia de campanha dos candidatos a prefeito do Rio foi repleto de atividades. o vice-governador Luiz Paulo Conde (PMDB) foi um dos únicos que não escolheu o Centro do Rio para iniciar o corpo-a-corpo, fazendo comício no Mercadão de Madureira, na Zona Norte do Rio. O deputado Otavio Leite, candidato a vice de Cesar Maia (PFL), e o senador Marcelo Crivella (PL) chegaram a se encontrar na Central do Brasil. O mesmo aconteceu com Jorge Bittar (PT) e Jandira Feghali (PC do B), no Largo da Carioca.

O prefeito Cesar Maia, que não realizou carreatas, negou que o município do Rio esteja sendo prejudicado pelo Governo federal.

Ao se encontrarem na Central do Brasil, Crivella e Otavio Leite se cumprimentaram normalmente. O candidato do PL chegou a abraçar o deputado estadual Luiz Paulo Corrêa da Rocha (PSDB), que acompanhava Leite.

Da Central, Crivella seguiu a pé para o Saara, também no centro da cidade. Já Jandira fazia uma caminhada com cerca de 50 militantes, quando atravessou o comício de Bittar, que reunia cerca de 300 militantes do PT e do PTB. Os dois se abraçaram amigavelmente.

Em campanha no Mercadão de Madureira, o candidato do PMDB, Luiz Paulo Conde, falou sobre a pequena destinação de verbas federais para o Rio e criticou Cesar Maia, acusando-o de ser um mau articulador.

Já Nilo Baptista marcou o início da campanha depositando um buquê de rosas vermelhas ao pé do busto de Getúlio Vargas na Cinelândia.

Ao contrário de seus correligionários em Brasília, o prefeito Cesar Maia negou que a cidade do Rio tenha sido prejudicada pela falta de verbas do Governo federal. ´A Prefeitura do Rio não tem tido problemas com nenhum ministério. ´Tratam-nos de forma impessoal e adequada´, disse o prefeito, elogiando o tratamento que a prefeitura tem recebido. ´Minha experiência hoje é melhor do que os 20 anos de gestão que tenho como governos federais´, justificou.