Seu browser não suporta JavaScript!

09/05/2015 | Jornal O Globo

O Rio no Profut

Os números estão com a comissão mista do Congresso que estuda o refinanciamento das dívidas. O Rio concentra 30% dos R$ 2,7 bilhões registrados na dívida ativa da união relativos a clubes de futebol. É recorde no país. O Flamengo soma R$ 235 milhões contra R$ 225 milhões do Botafogo, R$ 178 milhões do Vasco e R$ 174 milhões do Fluminense. Os dados incluem débitos ajuizados. Contanto autuações em processamento, o total do país vai a R$ 4 bilhões.

Ainda não cabe

O Botafogo "ainda não cabe" na nova lei. Ou seja, não sustentaria o parcelamento da dívida no modelo atual da MP do Profut. A conclusão foi do deputado Otavio Leite (PSDB-RJ), relator da comissão que estuda o tema, após reunião com o presidente alvinegro, Carlos Eduardo Pereira. Regras mais suaves no inicio do parcelamento devem ser propostas.