Seu browser não suporta JavaScript!

09/08/2011 | Jornal O Globo online, às 13h51m

Oposição pedirá convocação do ministro do Turismo

Por Francisco Leali

BRASÍLIA - A oposição quer ouvir do ministro do Turismo, Pedro Novais, esclarecimentos a respeito de uma suposta quadrilha que atuava na pasta para desviar recursos de emendas parlamentares. Os deputados tucanos Otavio Leite (RJ) e Rui Palmeira (AL) vão protocolar na tarde desta terça-feira, na Comissão de Turismo da Câmara, requerimento de convocação do ministro do Turismo, Pedro Novais (PMDB). O PPS foi outro que anunciou que que vai protocolar também nesta terça um requerimento de convocação de Novais na Câmara, além de pedir ao Tribunal de Contas da União (TCU) uma devassa completa em todos os contratos do ministério.

Há cerca de um mês, os parlamentares do PSDB protocolaram requerimento convidando o ministro ao colegiado depois de o GLOBO revelar que Novais, fechou um pacto com o governo do Maranhão de R$ 20 milhões para construir uma avenida em São Luís (MA). A soma de todos os outros 41 convênios novos do Turismo, no primeiro semestre, não chega a R$ 10 milhões. O requerimento tinha sido derrubado.

- Lembro que a base mobilizou e esse Frederico (preso pela PF) estava lá articulando para derrubar a convocação do ministro na comissão. Agora, vamos apresentar novo requerimento. É preciso esclarecer o que está acontecendo no ministério - disse Otavio Leite.

Já o líder do PPS na Câmara, deputado Rubens Bueno (PR), disse que o escândalo reforça a necessidade de instalação de uma CPI da Corrupção no Congresso Nacional.

- Não é possível continuar convivendo com isso. É um escândalo atrás do outro e que atinge todas as áreas do governo. Parece saco de caranguejo, que você puxa um e vem outro grudado. Essa é a herança de Lula para Dilma: um saco de caranguejos corruptos - afirmou o deputado, acrescentando que a Proposta de Fiscalização de Controle (PFC) deverá ser entregue ainda nesta terça ao TCU:

- Pelo que acompanhamos até agora, foram fraudes em alguns contratos que desencadearam a operação da Polícia Federal. Isso deixou todo o ministério sob suspeita e queremos que o TCU faça uma varredura completa na pasta.

Bueno afirmou ainda que o partido já havia requisitado ao ministério cópias de contratos com algumas entidades, com a Fundação Feira do Livro de Ribeirão Preto, que tem como dirigente a cunhada do ex-ministro da Casa Civil Antonio Palocci. Segundo ele, no entanto, a pasta não respondeu o pedido.

- Isso também aumenta a desconfiança. Outros ministérios nos responderam e o Turismo ainda não deu satisfação.